GOVERNO LULA

Lewandowski anuncia nova equipe do Ministério da Justiça; veja lista

O ministro participou da transmissão de cargo ocorrida nesta quinta-feira à tarde (1º/2) no Palácio da Justiça. Ele substitui Flávio Dino, que assumirá como ministro da Corte

Ricardo Lewandowski em cerimônia de posse como ministro da Justiça e Segurança Pública  -  (crédito: Isaac Amorim/MJSP)
Ricardo Lewandowski em cerimônia de posse como ministro da Justiça e Segurança Pública - (crédito: Isaac Amorim/MJSP)
postado em 01/02/2024 17:45 / atualizado em 01/02/2024 19:22

Após tomar posse como novo ministro da Justiça do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em cerimônia no Palácio do Planalto, na manhã desta quinta-feira (1º/2), Ricardo Lewandowski participou da transmissão de cargo ocorrida à tarde no Palácio da Justiça. O ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) ficará no lugar de Flávio Dino, nomeado para a Corte.

Com a troca, Lewandowski realizou mudanças na equipe da pasta. O escolhido para assumir como o número 02 no cargo de secretário-executivo do Ministério da Justiça foi o jurista e professor Manoel Carlos de Almeida Neto. A nomeação também foi publicada no Diário Oficial da União (DOU). Ele fica no lugar de Ricardo Cappelli, exonerado hoje e que assumirá a presidência da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), a convite do vice-presidente Geraldo Alckmin.

Está mantido na direção da Polícia Federal, o diretor-geral da corporação, o delegado Andrei Rodrigues. Na Polícia Rodoviária Federal continua Antônio Fernando Oliveira. Além disso, o petista Wadih Damous segue no comando da Senacon (Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor), além da secretária de Direitos Digitais, Estela Aranha e o secretário de Assuntos Legislativos, Elias Vaz.

O ministério terá uma mulher na Secretaria de Acesso à Justiça, Sheilla de Carvalho. Já o procurador-geral de Justiça de São Paulo Mário Sarrubbo será o secretário nacional de Segurança Pública no lugar de Tadeu Alencar

Veja abaixo quem entra e quem sai:

  • Secretaria-Executiva
    Entra: Manoel Carlos de Almeida Neto, jurista e ex-secretário-geral do STF
    Sai: Ricardo Cappelli 
  • Secretaria Nacional de Segurança Pública
    Entra: Mário Sarrubo, ex-procurador-geral do Ministério Público de São Paulo
    Sai: Tadeu Alencar (PSB)
  • Secretaria Nacional de Justiça
    Entra: Jean Uema, ligado ao PT, ex-assessor da Secretaria da Secretaria de Relações Institucionais
    Sai: Augusto Arruda Botelho (PSB)
  • Secretaria de Acesso à Justiça
    Entra: Sheilla de Carvalho
    Sai: Marivaldo Pereira (PSol)
  • Secretaria Nacional de Políticas Penais
    Entra: André Garcia
    Sai: Rafael Velasco Brandani
  • Secretaria do Consumidor
    Continua Wadih Damous (PT)
  • Secretaria de Direitos Digitais
    Continua Estela Aranha
  • Secretaria de Política sobre Drogas
    Continua Marta Machado
  • Secretaria de Assuntos Legislativos
    Continua Elias Vaz de Andrade (PTB)
  • Polícia Rodoviária Federal
    Continua Antônio Fernando Oliveira
  • Polícia Federal
    Continua Andrei Rodrigues
  • Chefe de gabinete do ministro
    Entra advogada Ana Maria Mamede Neves será chefe de gabinete do novo ministro.
    sai Rafaela Vidigal

Na Secretaria Nacional de Justiça, no lugar de Augusto Arruda Botelho (PSB), entra Jean Uema, ligado ao PT, ex-assessor da Secretaria da Secretaria de Relações Institucionais, de Alexandre Padilha.

Na Secretaria Nacional de Políticas Penais, sai Rafael Velasco Brandani e assume o procurador André Garcia, atual secretário de Justiça do Espírito Santo.

A advogada Ana Maria Mamede Neves, que trabalha com Lewandowski há mais de 12 anos, será a nova chefe de gabinete do novo ministro, substituindo Rafaela Vidigal.

Estiveram presentes no evento a presidente do Superior Tribunal de Justiça, Maria Thereza de Assis Moura, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Lelio Bentes, e o presidente da OAB do Brasil, Beto Simonetti.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
-->