PARANÁ

Mãe e filhos morreram eletrocutados em piscina; entenda o caso

Outras 10 pessoas precisaram ser socorridas após a queda do fio e foram encaminhadas para unidades de saúde próximas

As vítimas foram identificadas como Roseli da Silva Santos, de 41 anos, e os dois filhos dela Emily Raiane de Lara, de 23 anos, que estava grávida, e Agner Cauã Coutinho dos Santos, de 17 anos -  (crédito: Reprodução/Redes sociais)
As vítimas foram identificadas como Roseli da Silva Santos, de 41 anos, e os dois filhos dela Emily Raiane de Lara, de 23 anos, que estava grávida, e Agner Cauã Coutinho dos Santos, de 17 anos - (crédito: Reprodução/Redes sociais)
postado em 07/02/2024 09:11

Uma mulher, dois filhos e um neto ainda em gestação morreram, no domingo (4/2), depois que um fio de alta tensão ter se rompido e cair em uma piscina na cidade de Rio Branco do Sul, no Paraná. As vítimas foram identificadas como Roseli da Silva Santos, de 41 anos, e os dois filhos dela, Emily Raiane de Lara, de 23 anos, que estava grávida, e Agner Cauã Coutinho dos Santos, de 17 anos.

Outras 10 pessoas precisaram ser socorridas após a queda do fio e foram encaminhadas para unidades de saúde próximas. Havia cerca de 40 pessoas na casa quando tudo ocorreu. A residência tinha sido alugada pelo grupo, que afirmou que não chovia na hora da queda do fio, mas ventava bastante. A Polícia Civil investiga o caso.

Como aconteceu?

O fio de alta tensão teria se rompido após ter sido atingido por um galho de árvore. O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a ocorrência, mas teve dificuldades em encontrar a localização exata da casa onde o grupo estava, devido à falta de sinal de celular.

As vítimas foram encaminhadas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiram. Já as vítimas graves foram atendidas e encaminhadas pelos bombeiros. A mãe e os filhos mortos foram sepultados na terça-feira (6/2).

À RPC, afiliada da TV Globo, o proprietário da casa alugada disse que o cabo elétrico havia rompido uma vez e foi emendado pela Companhia Paranaense de Energia (Copel). A Copel, por sua vez, afirmou que a propriedade é privada e não é gerida pela companhia, mas que a rede de energia passa por manutenção frequente.

Tragédia

Antes do acidente, os netos enviaram fotos na piscina para a avó, Ivone. "Eles estavam todos alegres, me mandaram fotos e vídeos. Às 13h13, a minha neta me mandou uma mensagem que é um vídeo deles brincando. Tinha um escorregador, eles subiram e escorregaram. Estavam todos alegres, e de uma hora para outra eu soube da notícia", afirmou Ivone da Silva Santos, mãe de Roseli, e avó de Emily e Agner à RPC, afiliada da TV Globo.

A Prefeitura de Rio Branco do Sul lamentou o ocorrido. "Nossas equipes estão prestando todo apoio necessário às famílias. Neste momento de tristeza, a Prefeitura se solidariza com as famílias e amigos das vítimas e todas as pessoas que presenciaram este trágico acidente", diz o comunicado do município.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação