Crime

"Não estenda essa grosseria à minha polícia", diz Caiado a Ibaneis

Governador do Distrito Federal disse que criminoso está "fazendo as polícias do DF e de Goiás quase de bobas". Caiado rebateu

Luana Patriolino
postado em 16/06/2021 16:50 / atualizado em 16/06/2021 22:30
Governador de Goiás rebateu comentário de Ibaneis sobre as buscas da polícia -
Governador de Goiás rebateu comentário de Ibaneis sobre as buscas da polícia -

O governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), rebateu as declarações do governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB) sobre as buscas por Lázaro Barbosa, 32 anos, suspeito de cometer uma chacina em Ceilândia e procurado pelas forças de segurança há uma semana.

Ao Correio, Caiado disse acreditar no empenho da polícia de Goiás e criticou a fala de Ibaneis, que afirmou que Lázaro está “Fazendo as polícias do DF e de Goiás quase de bobas". “Que ele não estenda essa grosseria à minha Polícia Militar. Ele deve respeitá-la porque é a melhor do país”, ressaltou.

Caiado disse que a polícia tem agido com responsabilidade e que não admite essas declarações sobre o trabalho desenvolvido. “Nem às forças de segurança e nem ao meu secretário”, disse.

O governador destacou a periculosidade de Lázaro Barbosa e afirmou ter expectativa de que o criminoso seja preso em breve. “É um facínora que realmente não tem o menor respeito pela vida, além de praticar gestos de barbárie. A certeza que eu tenho é que a polícia de Goiás vai prender. Agora, não estamos em uma competição de corrida. Estamos em uma competição de segurança. Cidadãos comuns não podem ser alvo”, disse. “É todo um trabalho de inteligência na região populosa e que a polícia tem que ter todo um cuidado. Um policial não pode errar um tiro", diz.

Buscas

O secretário de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP-GO), Rodney Rocha Miranda, concedeu uma entrevista, na manhã desta quarta-feira (16/6), para os jornalistas que acompanham o trabalho das forças de segurança nas buscas por Lázaro Barbosa, 32 anos, na região de Cocalzinho (GO).

Ele explicou que o perímetro de procura dos agentes está delimitado e que logo Lázaro será detido. “Ontem (terça-feira), ele (Lázaro) levou algumas vítimas para a beira do rio e conseguimos evitar que o mal acontecesse por conta da nossa estratégia. A área é muito grande e Lázaro a conhece muito bem. Mas ele está cansado e acuado”, declarou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE