DETENÇÃO

Membro de braço do PCC é preso no DF após fugir de prisão na Bahia

Integrante do chamado 'Bonde dos Maluco' foi detido pela PMDF na Cidade Estrutural. Contra ele, havia quatro mandados de prisão em aberto, por crimes como homicídio, tráfico e receptação

Correio Braziliense
postado em 05/12/2021 18:47
Carro roubado em Maceió (AL) estava com sinais de identificação, como placa e chassi, adulterados -  (crédito: PMDF/Divulgação)
Carro roubado em Maceió (AL) estava com sinais de identificação, como placa e chassi, adulterados - (crédito: PMDF/Divulgação)

Um foragido da Justiça foi preso por policiais militares do 15º Batalhão da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) na tarde de sábado (4/12), na Cidade Estrutural. Segundo a corporação, o homem faz parte do chamado “Bonde dos Maluco”, uma ramificação do Primeiro Comando da Capital (PCC) — a maior facção criminosa do Brasil.

De acordo a PMDF, a Polícia Civil da Bahia informou que quatro homens haviam fugido da carceragem de Irecê dois dias antes. Segundo a PCBA, um deles estava no Distrito Federal, em um carro prata. O veículo foi visto na Quadra 01 do Setor Leste.

A polícia do DF afirmou que, no momento da prisão, o foragido não esboçou reação, nem o passageiro que o acompanhava, e dentro do veículo, havia R$ 3.949 em espécie. Nenhum dos homens soube dizer a origem deste dinheiro.

O carro estava com adulteração nos sinais de identificação, como placa, chassi e etiquetas identificadoras. Pelo número do motor, foi possível constatar que o veículo tinha sido roubado em Maceió (AL).

Os homens foram encaminhadas para a 8ª Delegacia de Polícia (SIA). Segundo a PMDF, o integrante do PCC é procurado pela Justiça da Bahia pelos crimes de homicídio, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, organização criminosa, associação para o tráfico, receptação. Contra ele, há quatro mandados de prisão em aberto. O passageiro que o acompanhava não tem nenhum antecedente criminal.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE