Vacinação

Celina sugere trocar primeiro público a ser imunizado contra dengue

Após receber menos da metade das doses previstas para o DF, a governadora disse que é preciso reavaliar que público deve ter prioridade para receber as primeiras vacinas

"Não sei se isso se materializa em outros estados, mas, no DF, quem está morrendo é quem tem comorbidade", disse a vice-governadora. - (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
postado em 08/02/2024 16:38

O Distrito Federal recebeu nesta quinta-feira (8/2) 71.708 doses da vacina contra a dengue, menos da metade do previsto pelo GDF em coletiva de imprensa na quarta-feira (7/2), que seriam 194 mil doses. Na ocasião de recebimento das doses, a vice-governadora Celina Leão sugeriu alterar o primeiro público a ser imunizado, que são crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos.

"É importante falar que, das 11 mortes, nove foram de pessoas com comorbidades. Falei isso ontem com a ministra (da Saúde). Talvez pegar todos os dados do Brasil e reavaliar em quem estamos aplicando. Não sei se isso se materializa em outros estados, mas, no DF, quem está morrendo é quem tem comorbidade", afirmou a vice-governadora. Ela acrescentou que a ministra Nísia Trindade iria levar o assunto para ser analisado pelo comitê técnico do Ministério da Saúde.

Segundo o Ministério, as crianças e adolescentes seriam os primeiros a receber a vacina pois representam a faixa etária mais atingida neste momento pela doença, depois dos idosos — que não podem receber o imunizante, indicado para uso dos 4 aos 60 anos.

A vice-governadora e a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, foram à Rede de Frio, localizada no Guará, receber as doses. Na ocasião, Florêncio disse que o Ministério da Saúde informou que as vacinas enfrentaram problemas alfandegários para chegar ao Brasil e que o restante das doses devem chegar assim que passarem pela alfândega. A data para a entrega do próximo lote do imunizante, porém, ainda não foi definida.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação