TEMPO

Chuvas fortes atingem o DF nesta sexta; diversos pontos ficaram alagados

Na 311 da Asa Norte a água era tanta que impedia o trânsito. No Morro da Cruz, em São Sebastião, uma rua ficou alagada com forte enchente. Em Formosa, a enchente foi tão forte que um carro foi arrastado

Em Formosa, imagens mostram um carro sendo arrastado pela forte chuva -  (crédito: Reprodução)
Em Formosa, imagens mostram um carro sendo arrastado pela forte chuva - (crédito: Reprodução)
postado em 09/02/2024 20:01 / atualizado em 09/02/2024 21:13

Fortes pancadas de chuva atingiram o Distrito Federal na noite desta sexta-feira (9/2). A precipitação, que veio acompanhada de ventos fortes, causou alagamentos em pontos da Asa Norte; Morro da Cruz, em São Sebastião, Arapoangas e Planaltina.

Imagens da 311 da Asa Norte mostram um grupo de carros parados no começo da quadra. A água era tanta que impedia o trânsito. No Morro da Cruz, em São Sebastião, uma rua ficou alagada com forte enchente. Em Formosa, a enchente foi tão forte que um carro foi arrastado.

A Universidade de Brasília (UnB) foi outra que sofreu com as chuvas desta sexta. Imagens mostram subsolo do Instituto Central de Ciências (ICC) alagado e equipamentos arrastados pelo chão. A tesourinha da 211/212 Norte também ficou alagada.

 

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu um alerta laranja para todo o Centro-Oeste. Segundo boletim meteorológico, na parte da manhã desta sexta-feira (9/2) choveu entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 km/h). A instituição alertou sobre o risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Em caso de rajadas de vento é recomendado que não se abrigue debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas e não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia. Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

O Correio entrou em contato com o Corpo de Bombeiros Militar de Brasília no começo da noite desta sexta, segundo a corporação, não tinham sido registrados atendimentos para esse tipo de ocorrência. O jornal também procurou o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e aguarda resposta sobre o volume de chuvas desta sexta.

 

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação