Polêmica!

Ana Hickmann e ex são intimados a quitar dívida para evitar penhora de bens

O ex-casal têm 72 horas para quitar o valor que ultrapassa R$ 800 mil

Alexandre Corrêa e Ana Hickmann -  (crédito: Reprodução Instagram)
Alexandre Corrêa e Ana Hickmann - (crédito: Reprodução Instagram)
postado em 08/02/2024 10:32

O tribunal de Justiça de São Paulo determinou, nesta quarta-feira (7), que a apresentadora Ana Hickmann e o ex-marido, Alexandre Corrêa, quitem em até 72 horas uma dívida de R$ 735.069,85, mais a soma de honorários advocatícios, com o banco Daycoval.

A decisão é do juiz Paulo Bernardi Baccart, da 16° Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo. De acordo com ele, somando o valor da dívida e os honorários, o ex-casal pagará mais de R$ 800 mil. Caso eles não cumpram o prazo determinado, será feita a penhora de bens. 

Respondem no processo, a empresa Ana Hickmann Serviços Ltda, que está no nome dos dois. Apesar da decisão, a defesa do ex-casal pode recorrer e tentar um embargo. Eles precisarão comprovar que não têm recursos para pagar a dívida. Contudo, se a Justiça não aceitar, o valor dos honorários advocatícios sofrerá acréscimo. 

Vale lembrar que, desde que Ana Hickmann se separou de Alexandre Corrêa por violência doméstica, veio à tona uma dívida milionária feita por ele durante todos os anos de casamento. A disputa judicial e financeira começou em novembro de 2023. 

A apresentadora também acusou o ex-marido de falsidade ideológica, lavagem de dinheiro, de fazer desvios de dinheiro da empresa que eles tinham juntos e de organização criminosa. No entanto, como o nome dela está vinculado às empresas e as dívidas, Ana Hickmann responde a todos os processos junto de Alexandre Corrêa.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação