NULL
HOMENAGEM

Oscar homenageia Mel Brooks e Angela Basset com prêmios especiais

Um dos mestres da comédia em Hollywood, Brooks é um dos poucos atistas que ganharam os quatro maiores prêmios da indústria

 Mel Brooks e Angela Basset -  (crédito: Robyn BECK / AFP)
Mel Brooks e Angela Basset - (crédito: Robyn BECK / AFP)
postado em 11/01/2024 09:09

O diretor Mel Brooks, de 97 anos, ganhou na terça-feira, 9, um Oscar em homenagem à sua carreira, mais de meio século depois de ter recebido sua única estatueta, por Os Produtores. A atriz Angela Basset também foi homenageada.

Durante a cerimônia, Brooks brincou dizendo que tinha remorso sobre o que aconteceu com sua estatueta anterior, por melhor roteiro original. "Sinto muito a sua falta. Nunca deveria tê-la vendido", disse. "Esta não venderei, juro por Deus", garantiu.

Um dos mestres da comédia em Hollywood, Brooks é um dos poucos atistas que ganharam os quatro maiores prêmios da indústria - Emmy, Grammy, Oscar e Tony (EGOT). Além de Os Produtores (1967), no qual ridiculariza Hitler ao imaginar um musical em sua homenagem, alguns de seus filmes mais conhecidos são Banzé no Oeste (1974), O Jovem Frankenstein (1974) e Alta Ansiedade (1977).

A estatueta foi entregue durante o Governor's Awards, organizado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que a cada ano homenageia veteranos da indústria cinematográfica.

A atriz Angela Bassett, de 64 anos, indicada duas vezes ao Oscar e conhecida por encarnar Tina Turner em Tina - A Verdadeira História de Tina Turner (1993), também recebeu um Oscar honorário. Em seu discurso, ela homenageou outras artistas negras, como Cicely Tyson e e Hattie McDaniel, que ganhou o Oscar por E o Vento Levou em 1940. Meio século depois, outra atriz afro-americana, Whoopi Goldberg, conquistou um Oscar. "Meu desejo é que deixemos esta indústria mais rica, vanguardista e inclusiva do que quando a encontramos", disse Bassett.

A produtora americana Michelle Satter, fundadora e diretora dos programas artísticos do Instituto Sundance, foi outra das premiadas da noite: ela recebeu o Prêmio Humanitário Jean Hersholt. Satter liderou os programas artísticos do Sundance Institute por mais de 40 anos, ajudando muitos cineastas nos estágios iniciais de suas carreiras - entre os nomes que passaram pela instituição estão Paul Thomas Anderson e Ryan Coogler. A editora Carol Littleton fechou a lista de homenageados.

Conquistas

O evento anual é organizado pelo Conselho de diretores da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas para reconhecer as contribuições para a indústria e as conquistas de uma vida dedicada a ela.

Anteriormente, a cerimônia fazia parte da transmissão do Oscar, mas mudou para um evento em separado em 2009, para que mais personalidades pudessem ser premiados e falar sem restrições de tempo nos discursos. A noite produziu risos e lágrimas, nos momentos de premiação aos homenageados e durante a lembranças de perdas recentes do meio artístico.

Matthew Broderick e Nathan Lane fizeram serenata para Brooks com um medley, convidando a multidão a participar de Springtime for Hitler. Em outro momento, Regina King brindou sua parceira em Boyz'N the Hood por ser "excelência na forma humana". Glenn Close agradeceu a Littleton por fazê-la parecer uma "dançarina muito boa" em The Big Chill.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

-->