Publicidade

Correio Braziliense

Idoso de 77 anos morre atropelado na BR-020, sentido Planaltina

Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima deixou a carteira cair na rodovia e, quando voltou para pegá-la, foi atingido por uma caminhonete


postado em 09/02/2019 14:58 / atualizado em 09/02/2019 16:23

(foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)
Um atropelamento na BR-020 deixou uma pessoa morta, no início da tarde deste sábado (9/2). O acidente aconteceu próximo ao Condomínio Mestre Darmas, sentido Planaltina. Francisco das Chagas Batista, 77 anos, foi atingido por um veículo, chegou a ser socorrido pelos bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos. 
 
Conforme informações da Comunicação do Corpo de Bombeiros, Francisco atravessava a rodovia quando deixou a carteira de documentos cair na pista. Ele voltou para pegar o objeto e, neste momento, foi atropelado por uma caminhonete Ford Ranger. O motorista, Anibal Ganzert, 53, não teve ferimentos e permaneceu no local.
 
Após constatar o médico dos bombeiros constar o óbito, a Polícia Civil foi acionada para fazer a perícia do local do acidente e retirar o corpo para o Instituto de Medicina Legal.
 
Atropelamentos no DF
 
Na quinta-feira (7/2), um menino de 4 anos morreu atropelado na Rua Rodobelo 1, em frente à Chácara 51, na Ponte Alta do Gama. O motorista não estava embriagado e acompanhou o socorro da criança. Bombeiros tentaram reanimá-la por 30 minutos, mas foi em vão. Em depoimento na 20ª Delegacia de Polícia (Gama), o condutor disse que estava em baixa velocidade, pois havia passado em um quebra mola. Em seguida, a vítima teria surgido de repente. Testemunhas disseram à PM que o menino tinha saído correndo atrás do cachorro, que havia fugido de casa. O laudo da perícia confirmará ou não a versão do homem. 
 
Em 31 de janeiro, o pedestre João Mesquita Moura, 58 anos, morreu ao tentar atravessar o Eixo Monumental, entre a Torre de TV e o Conjunto Nacional. Segundo versão do motorista, Dinaldo Medeiros, 49, o homem teria aparecido correndo pela pista, em direção aos carros. A vítima chegou a ser jogada para cima com o impacto da batida. Bombeiros tentaram reanimar João por 40 minutos, mas ele faleceu após parada cardíaca. 
 
Em Brazlândia, um militar do exército de 21 anos morreu depois de ser atropelado pelo próprio amigo. Em 28 de janeiro, Guilherme Soares de Sousa foi prensado contra a parede enquanto o motorista tentava manobrar de ré um Fiat Toro. O colega estava embriagado, conforme teste do bafômetro. O resultado foi 0,64 miligrama de álcool por litro de ar. Bombeiros chegaram a ir até o local do acidente, na Rua do Lago, mas o militar não tinha mais sinais vitais. O condutor ficou em estado de choque, precisou ser medicado e, depois, foi encaminhado à 18ª Delegacia de Polícia (Brazlândia). Ele não ficou preso porque prestou socorro.
 
Na madrugada de 26 de janeiro, uma mulher de 37 anos foi encontrada morta, com traumatismo craniano e suspeita de fraturas. O caso aconteceu na Chácara 20 do Setor Habitacional Sol Nascente, em Ceilândia. Uma testemunha relatou que escutou um barulho semelhante ao de um atropelamento, mas nenhum veículo foi encontrado na região. A 19ª Delegacia de Polícia (P Norte) apura o caso para confirmar ou não a hipótese de atropelamento e encontrar o suspeito do crime.
 
Uma mulher morreu após ser atropelada por uma motocicleta e um carro, quando tentava atravessar a Epia Sul, altura da Candangolândia. O caso aconteceu no início da manhã de 25 de janeiro. Dezoito bomeiros se deslocaram para atender a ocorrência e o helicóptero da corporação chegou a pousar na pista. Contudo, a pedestre não resistiu aos ferimentos. A vítima tinha entra 35 e 40 anos, e estava em situação de rua. 
 
Na altura da 513 Norte, Antônio Francisco Moreira Neto, 59, foi atropelado por uma motocicleta. Segundo testemunhas, na tarde de 21 de janeiro, o pedestre tentava atravessar a pista e não percebeu a chegada do veículo. Ele sofreu uma fratura no rosto e outra na perna direita, além de suspeita de traumatismo craniano. A vítima chegou a ser socorrida ao Hospital de Base, mas não resistiu e faleceu horas mais tarde, durante cirurgia. O condutor da moto, Iuri Holsback Guerreiro, 25, também se feriu e foi levado ao HB. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade