Inovação

Brasília recebe eventos voltados para a inovação e empreendedorismo

Entre os dias 27 e 30 de outubro, a capital será sede do Brasília Innovation Week, série de eventos que promete promover conexões e agitar empreendedores

Bernardo Guerra*
postado em 26/10/2021 15:58
 (crédito: Brasil Startups/Divulgação)
(crédito: Brasil Startups/Divulgação)

Nesta quarta-feira (27/10), tem início a série de eventos do Brasília Innovation Week, que ocorre das 14h às 21h no Parque Tecnológico de Brasília (Biotic). As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas on-line. Os eventos integram o projeto Startup Brasília 2030, realizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF) e executado pela Associação das Startups e Empreendedores Digitais (Brasil Startups).

Ao decorrer dos quatro dias de eventos, os empreendedores e entusiastas terão a chance de conhecer startups da capital, fazer negócios entre si ou diretamente com investidores, e, até mesmo, participar de capacitações voltadas aos cinco drives que correspondem às áreas de atuação tecnológica das startups.

De acordo com a divulgação do evento, a proposta é unir os mais diversos atores do ecossistema por meio de ações que promovam mais interações entre os stakeholders, capacitem os empreendedores e ofereçam ambientes propícios para a inovação aberta.

“Nosso intuito é promover o desenvolvimento inteligente e sustentável de Brasília para transformá-la em uma cidade inteligente. Para conseguir realizar essa tarefa e mudar a matriz econômica e de desenvolvimento da capital federal, enxergamos nas startups atores essenciais, com potencial para gerar soluções para a cidade, oportunidades e ativos econômicos”, afirma o diretor-presidente FAPDF, Marco Antônio Costa Júnior.

Hugo Giallanza, presidente da Brasil Startups, assegura que cada um dos eventos irão promover a união de vários players do mercado, buscando proporcionar as melhores experiências, engajamentos e conexões entre os participantes, além de gerar mais valor para as startups e negócios da região. “Será uma semana de aprendizados, oportunidades e conexões em um ambiente com múltiplos eventos para startups e empreendedores”, acrescenta.

Como parte das ações previstas no projeto Brasília Startup 2030, durante o Innovation Week também ocorrerá a construção do Manifesto do Ecossistema do Distrito Federal e da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE), uma declaração pública de intenções, motivações e visões das lideranças e stakeholders da região. O documento vai manifestar a visão e os desejos dos atores-chave, o que deve aumentar o apoio das lideranças empresariais e governamentais e atrair mais empreendedores para a capital.

Programação

Está previsto no evento que cada dia do evento terá mentorias temáticas, painéis, visitas técnicas, meetups em formato de happy hours com a presença de um palestrante, além de outras atividades promovidas pelos parceiros do evento, como a Brasil Startups, o C.O.T.I e o Sebrae, dentre outros.

Um dos destaques da programação diária são os “Innovatours Investor”, visitas técnicas, realizadas em vans, a startups sediadas em Brasília. Tendo como exemplo o modelo californiano do Silicon Valley, onde, há muitos anos, ocorre uma peregrinação de profissionais e entusiastas para conhecer as principais startups e empresas de tecnologia do mundo, o Innovatour possui a principal função de conectar os participantes aos investidores profissionais, atores-chaves e startups em fase inicial. Ao decorrer dos quatro dias de evento, mais de dez startups serão visitadas.

“Trata-se de uma excelente oportunidade para apresentação dos principais projetos, iniciativas e atores chaves, com objetivo de conhecer todas ações que têm ocorrido em Brasília e analisar como elas têm colaborado com o nosso ecossistema”, explica Tatiana Marques, diretora da Brasil Startups e coordenadora de drive de inovação do Startup Brasília 2030.

Mais três eventos presenciais deste projeto estão planejados para ocorrer ainda em 2021 em Brasília. Em novembro, de 17 a 20 de novembro, a programação terá algumas iniciativas voltadas para mulheres, adianta a diretora da Brasil Startups. “A ideia é realizar eventos de soluções rápidas para fortalecer a presença das mulheres no universo empreendedor”, elabora.

O que são os cinco drives?

O projeto Startup Brasília 2030 planeja atuar em cima de cinco drives de inovação. São eles: Edtech (startups que atuam na área de educação e que incorporam o uso da tecnologia nos métodos de aprendizagem ou no gerenciamento das instituições), Fintech (startups que trabalham para inovar e otimizar serviços do sistema financeiro), Healthtech (startups que desenvolvem tecnologias para otimizar o sistema de saúde e tudo a ele relacionado), Socialtech (startups que garantem que a revolução tecnológica produza um impacto social positivo) e Govtech (startups que tem como propósito gerar inovação para a gestão pública e auxiliar na economia de recursos públicos através de soluções tecnológicas).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE