Pandemia

Ibaneis Rocha celebra marca de 70% da população com vacinação completa

Em evento de inauguração do Centro de Educação da Primeira Infância, o chefe do executivo local comemorou a marca e falou sobre o Dia D de vacinação, que ocorrerá em 20 de novembro

Rafaela Martins
postado em 12/11/2021 12:09 / atualizado em 12/11/2021 17:07
 (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
(crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

O governador Ibaneis Rocha (MDB) falou à imprensa durante inauguração da CEPI Jandaia na região do Pôr do Sol, nesta sexta-feira (12/11), que o Distrito Federal registrou uma marca importante: 70% da população já recebeu a segunda dose da vacina contra a covid-19 ou a dose única.

“Primeiro preciso falar de uma marca muito importante que nós atingimos. Há pouco recebi da Secretaria de Saúde que atingimos 70% da população do DF vacinada com a D2 ou DU. Isso é um número que nos alegra muito, mas esperamos avançar mais para atingir a normalidade”, falou o governador.

Com objetivo de avançar na aplicação dos imunizantes, o governo fará uma busca ativa por meio do mutirão — chamado de Dia D — para vacinar as pessoas que não receberam a primeira dose, ou que, por algum motivo, não conseguiram tomar a segunda.

“Essa busca será feita em diversos pontos do Distrito Federal, especificamente em locais de grande circulação como a Rodoviária do Plano Piloto, as feiras que tenham movimentação e os pontos que haja pessoas para receber a dose. Queremos que as pessoas sejam vacinadas para que possamos retomar a vida juntos, em conjunto. Temos uma estatística em que mais de 60% das pessoas internadas por covid-19 foram pessoas que não se vacinaram. Isso nos assusta, mas é a confirmação de que somente a vacina vai tirar a gente do risco”, destacou Ibaneis.

Ação

O Governo do Distrito Federal (GDF) definiu uma data para o Dia D da vacinação. A ação será em 20 de novembro e vai contar com carros de som e saída das equipes de saúde dos postos para aplicar a vacina contra a covid-19 na população. O público-alvo será composto por pessoas que ainda não receberam a primeira dose dos imunizantes.

Como o Correio antecipou, o Dia D era estudado pelo GDF a fim de realizar uma busca ativa dos não-vacinados. A meta é chegar às mais de 200 mil pessoas que ainda não iniciaram o ciclo vacinal na capital. No dia, aqueles que desejarem receber a segunda ou a terceira dose poderão se dirigir aos postos de saúde. A ação será voltada para a aplicação de D1 para pessoas maiores de 18 anos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE