Vôlei

Brasília Vôlei joga pelo acesso em série melhor de três diante do Goiás

Homens do time verde de Taguatinga Norte enfrentarão os líderes da Superliga B nas semifinais da competição; Com terceira partida marcada para acontecer apenas em caso de desempate, vencedor estará garantido na elite

Nas quartas, o Brasília superou o JF Vôlei, também após série de três partidas -  (crédito: Rogério Guerreiro / Brasília Vôlei)
Nas quartas, o Brasília superou o JF Vôlei, também após série de três partidas - (crédito: Rogério Guerreiro / Brasília Vôlei)
postado em 02/04/2024 19:48 / atualizado em 02/04/2024 19:51

A equipe masculina do Brasília Vôlei está a apenas um passo de retornar à primeira divisão do voleibol nacional. Três, na realidade. Em uma série melhor de três confrontos, com a realização do terceiro apenas em caso de desempate, o time de Taguatinga Norte enfrentará o Goiás, pelas semifinais da Superliga B, a segundona da bola azul e amarela. Os confrontos acontecerão nos dias 11, 16 e 19 de abril.

Os próximos compromissos no calendário marcarão a tentativa da equipe verde de retornar à primeira prateleira da categoria após o rebaixamento na temporada anterior, a 2022/2023. Na ocasião, o descenso veio após o término da campanha na 11ª colocação, a antepenúltima, com apenas três vitórias em 22 partidas.

Dessa vez, porém, as sensações são positivas. Apesar de ter vivido certa dificuldade durante a primeira fase, superou o JF Vôlei nos critérios de desempate e avançou às quartas de final dentro do G-4, com a quarta colocação.

Após superar justamente o JF Vôlei, duas vitórias nos três embates das meias finais não só colocariam o Brasília na decisão da Superliga, como também sacramentaria o retorno à elite. Para que este cenário seja concretizado, entretanto, o representante candango do torneio será colocado a prova.

O Goiás foi o líder da Superliga B durante a primeira fase. Em 11 jogos disputados, venceu 10, além de ter somado 30 pontos. Em relação às estatísticas, também foi dominante. Foi o que mais sets venceu, com 31, e o que menos perdeu, com oito, junto ao Neurologia Ativa.

A equipe goiana terá, ademais, a vantagem de chegar aos confrontos mais descansada, e com mais tempo prévio de preparação. Em decorrência da boa campanha, garantiu vaga automática nas semifinais. Terá, além disso, o direito de mando de quadra em uma eventual terceira partida, caso as equipes dividam vitórias nos primeiros dois confrontos.

Para o central do Brasília, Diego Dutra, a boa forma da equipe poderá ser um asterisco em relação à boa forma do próximo adversário. "Vai ser uma série dura. Ainda não encaixamos o nosso jogo contra o Saneago Goiás Vôlei (GO), mas estamos em uma crescente. Agora é a hora mais gostosa do campeonato, uma semifinal. Queremos muito subir e ver o projeto de novo na Superliga" disse ele, à Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

O confronto inaugural acontecerá no ginásio SESI Taguatinga, na quinta-feira (11/4), às 18h. Na terça-feira seguinte (16/4), a segunda partida acontecerá às 21h, no ginásio SESI Vila-Canaã. Já o possível terceiro confronto, também será em Goiânia, na sexta-feira (19/4), no mesmo horário.

*Estagiário sob a supervisão de Marcos Paulo Lima

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação