Famosos

Mesmo após críticas, Multishow anuncia documentário sobre Ludmilla

Em outubro, cantora se pronunciou sobre não ter sido indicada na categoria Cantora do Ano do Prêmio Multishow, apesar dos últimos lançamentos terem tido muito sucesso

Camilla Germano
postado em 11/11/2021 20:39 / atualizado em 11/11/2021 20:41
 (crédito: Ludmilla/Instagram/Reprodução)
(crédito: Ludmilla/Instagram/Reprodução)

O Multishow anunciou na última quarta-feira (10/11) o lançamento de um documentário sobre a cantora Ludmilla. Intitulado Rainha da Favela, a produção estreia no dia 15 de novembro no canal. O anúncio veio depois de críticas da artista ao Prêmio Multishow 2021.

O documentário mostrará, ao longo de seis episódios, os bastidores da carreira de Ludmilla e contará com participações de familiares da artista, como a esposa, Brunna Gonçalves, e a mãe, Silvana, entre outros. "O público vai ver uma Ludmilla diferente, quem eu sou longe dos holofotes. E também vai conhecer mais a minha história de vida e como foi toda a minha trajetória até eu chegar na fase que me encontro atualmente. Estou doida pra ver como vai ser a receptividade da galera. Espero que gostem, porque foi feito para eles", garantiu a cantora. 


 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por @multishow

 

O "docu-reality" começou a ser desenvolvido em 2020 e, no primeiro episódio, será retratada a saída de Ludmilla de Duque de Caxias em busca de sonho de virar estrela. Exibido de segunda a sábado, Rainha da Favela vai mostrar o backstage de Numanice, álbum de pagode da cantora. 

Além disso, familiares de Ludmilla relembram a reação pública com a revelação da bissexualidade da cantora. Outro ponto que ganha destaque é a lua de mel com a esposa nas Maldivas, que também foi acompanhada pela família.

Ainda terão espaço na atração o papel da religião para enfrentar os momentos desafiadores da trajetória, o racismo na internet e muito mais. O último episódio vai ao ar em 20 de novembro, quando é celebrado o Dia da Consciência Negra, como forma de coroar sua luta como mulher preta no cenário da música.

Polêmicas com a Multishow

Em outubro, por meio de suas redes sociais, Ludmilla desistiu de participar do Prêmio Multishow 2021, que acontece no dia 8 de dezembro. O anúncio ocorreu após divulgação dos indicados em cada categoria da premiação. Em mensagens no Twitter, Ludmilla reclamou que, apesar dos últimos lançamentos terem tido muito sucesso, não foi indicada na categoria Cantora do ano.

"Uma representante das minorias, uma cantora negra, bissexual, funkeira, periférica, nunca mais fui indicada na categoria “Cantora do Ano”. Infelizmente essa é a forma que o sistema te boicota! Mesmo eu sendo indicada em outras categorias da premiação…", criticou em um dos trechos.

Na época o canal se pronunciou sobre o assunto afirmando terem conversado com Ludmilla e que entenderam seu posicionamento. "Sabemos que o mundo de hoje ainda está longe da representatividade ideal e continuaremos trabalhando no que for necessário para evoluir", disse o comunicado. 

Depois disso, a cantora se pronunciou em seguida afirmando que a conversa entre ela e a emissora aconteceu e que eles lhe proporam contribuir para as mudanças na premiação a partir do ano que vem. "Já fui muito desmerecida e ignorada, principalmente por ter vindo de onde vim e por ser quem eu sou, então quero contribuir para que o mercado da música seja mais justo e inclusivo, onde o trabalho duro seja reconhecido e que os artistas que me sucederão não passem pelas dificuldades que já passei", falou em um trecho.

Apesar disso, Ludmilla reiterou que não vai se apresentar na premiação deste ano. 

(Com informações da Agência Estado)

 

 


 

 

CONTINUE LENDO SOBRE