Eleições

"Pela lei, nada impede", declara Silveira sobre possível candidatura

Afirmação sobre possível participação nas eleições de 2022 ocorre após Alexandre de Morais confirmar a inelegibilidade do parlamentar

Deborah Hana Cardoso
postado em 27/04/2022 20:45
A afirmação do parlamentar foi dada com o texto do indulto presidencial assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) em mãos -  (crédito: TV Brasil/reprodução )
A afirmação do parlamentar foi dada com o texto do indulto presidencial assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) em mãos - (crédito: TV Brasil/reprodução )

Após a solenidade “Liberdade de Expressão” promovida pelas bancadas evangélica e da segurança no Palácio do Planalto nesta quarta-feira (27/4), em coletiva de imprensa, o homenageado, deputado federal e condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Daniel Silveira, disse que “pela lei” pode ser candidato nas eleições deste ano.

A afirmação do parlamentar foi dada com o texto do indulto presidencial assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) em mãos. A frase é um enfrentamento ao judiciário, já que esta terça-feira (26/4), o ministro Alexandre de Moraes afirmou que o parlamentar segue inelegível, apesar do perdão.

Ao ser questionado por jornalistas no Palácio do Planalto se sairia candidato neste pleito, o deputado respondeu: “Pela lei, nada me impede". Silveira foi perdoado pelo chefe do Executivo 24h após a sua condenação a 8 anos e 9 meses no inquérito dos atos antidemocráticos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE