Publicidade

Estado de Minas

Dilma toma posse para segundo mandato; acompanhe ao vivo

Durante o evento, a presidente da República vai de carro aberto da Catedral Metropolitana ao Congresso Nacional


postado em 01/01/2015 13:25 / atualizado em 01/01/2015 19:43

Depois de Rodrigo Rollemberg receber a faixa de governador do Distrito Federal na manhã desta quinta-feira (1/1), Brasília sedia outra cerimônia de posse neste primeiro dia de 2015. Acompanhe no Correio os detalhes do evento que abre o segundo mandato de Dilma Rousseff como presidente da República:

 

19h40 - Obrigado a todos que acompanharam a cobertura ao vivo do Correio. Ela se encerra por aqui. Boa noite!

 

19h26 - Na sala de presidência do Senado, quatro tomam posse: José Antônio Medeiros (PPS-MS), Maria Regina Souza (PT-PI), Hélio José (PSD-DF) e Sandra Braga (PSDB-AM). A cerimônia é fechada e conduzida pelo presidente da Casa, Renan Calheiros.

 

19h20 - O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, chegou ao Itamaraty.

 

19h12 - Durante a posse, houve um duelo nas redes sociais. De que lado você esteve?

 

19h08 - Veja um resumo da posse dos 39 ministros de Dilma.

 

19h05 - O presidente do STF, Ricardo Lewandowski, acaba de chegar ao Itamaraty.

 

19h02 - Presidente Dilma Rousseff chega ao Palácio do Itamaray acompanhada do vice, Michel Temer. Eles seguem para o Salão Nobre, onde haverá uma recepção para 3 mil convidados.

 

18h53 - O comboio de ministros e autoridades sai do Palácio do Planalto para recepção no Itamaraty. Dilma vai em seguida, acompanhada da filha, Paula, e do senador Eduardo Suplicy (PT-SP).

 

18h51- No Itamaraty, a presidente terá dois encontros bilaterais. O primeiro com o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Briden, e o segundo com a diretora-geral da Unesco, Irina Georgieva.

 

18h43 - A foto oficial de Dilma com os ministros foi tirada. Agora, ela se prepara para atravessar o Eixo Monumental em direção ao Itamaraty.

 

18h37 - Com os termos de posse assinados, os ministros se posicionam atrás de Dilma e Temer. A presidente seguirá com todos para o salão oeste, onde posará para a foto oficial.
 

18h31 - A nova ministra-chefe de Promoção da Igualdade Racial, Nilma Lino Gomes, foi uma das mais aplaudidas no salão nobre:

(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)

 

18h29 - No salão nobre o Palácio do Planalto, segue a posse dos ministros. Agora, é diplomado o deputado federal Pepe Vargas (PT-RS), novo ministro de Relações Institucionai.

 

18h25 - Joe Biden, vice-presidente dos EUA, chega ao Itamaraty para a recepção a Dilma.

 

18h24 - A estimativa do PT é de que entre 8 mil e 10 mil pessoas tenham comparecido à posse de Dilma. O partido esperava 30 mil:

(foto: Gabriela Korossy / Câmara dos Deputados)
(foto: Gabriela Korossy / Câmara dos Deputados)
 

 

18h22 - Enquanto isso, Ellen Oléria canta na Praça dos Três Poderes. Já interpretou Fé cega, Faca amolada e Maria Maria:

(foto: Ricardo Daehn/CB/D.A Press)
(foto: Ricardo Daehn/CB/D.A Press)

 

18h20 - Segue a diplomação dos ministros. Agora, Dilma empossa Armando Monteiro (PTB) no Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

 

18h15 - A presidente da República está no salão nobre do Palácio do Planalto. Os 39 ministros estão sendo empossados. O primeiro foi o ministro da Defesa, Jacques Wagner.

 

18h13 - Dilma acaba de receber os cumprimentos do governador eleito do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

 

18h05 - Líder do PSDB na Câmara dos Deputados, o baiano Antônio Imbassahy criticou a posse de Dilma e comparou a presidente da República a "um náufrago". Leia a reportagem.

 

18h03 - Show de Ellen Oléria está para começar, mas não sobrou praticamente ninguém. O clima é de fim de festa na Praça dos Três Poderes:

(foto: Ricardo Daehn/CB/D.A Press)
(foto: Ricardo Daehn/CB/D.A Press)
 

 

18h01 - Hoje à noite no Itamaraty, além da reunião com Joe Biden, Dilma vai se encontrar com a diretora-geral da Unesco, Irina Georgieva Bokova.  Amanhã, conversa com Nicolás Maduro, presidente da Venezuela; Li Yuanchao, vice-presidente da China; Stefan Lofven, primeiro-ministro da Suécia; e José Mário Vaz, presidente de Guiné Bissau.

 

17h58 - O show da cantora brasiliense Ellen Oléria, que estava previsto para as 18h30, deve começar cerca de 15 minutos antes.

 

17h55 - Os primeiros convidados chegam ao Itamaraty. Antes de recebê-los, Dilma ainda vai nomear os ministros e fazer a fotografia oficial do segundo mandato. 

 

17h53 - O momento em que Dilma recebeu a faixa presidencial:

(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
 

 

17h47 - José Mujica, presidente do Uruguai, quebrou o protocolo para abraçar a Dilma. Ele falou em "união da América Latina". Leia a reportagem.

 

17h42 - Dilma e Joe Biden, vice-presidente dos EUA, vão se reunir no Palácio do Itamaraty ao fim da cerimônia de posse.

 

17h39 - Minutos antes de o discurso de Dilma acabar no parlatório, Lula se levantou e cumprimentou algumas pessoas. Em seguida, passou a ser "perseguido" pelos convidados: todos queriam foto com o ex-presidente.

 

17h38 - Sorrindo, Dilma tem conversa ao pé do ouvido com Joe Biden, vice-presidente dos EUA.

 

17h35 - Dilma cumprimenta Evo Morales, presidente da Bolívia. É outro chefe de Estado com o qual ela tem uma conversa demorada.

 

17h34 - Na sequência dos cumprimentos, Dilma vai nomear os 39 ministros que começam seu segundo mandato.

 

17h32 - Agora, Dilma recebe os cumprimentos de chefe de Estado internacionais. Ela foi abraçada primeiro por Michelle Bachelet, presidente do Chile. Depois, conversou por quase um minuto com José Mujica, presidente do Uruguai, que a abraçou demoradamente.

 

17h30 - Com a faixa presidencial no peito, Dilma falou com o povo: "Vou sempre estar ao lado de vocês". Leia a reportagem.

(foto: Reprodução da TV)
(foto: Reprodução da TV)
 

 

17h29 - "Viva o Brasil, viva o povo brasileiro": estas são as últimas palavras do discurso de Dilma Rousseff no parlatório do Palácio do Planalto.

 

17h27 - Dilma diz que o segundo mandato começa "de pé e com fé", insistindo no lema para falar sobre as mudanças no Brasil.

 

17h26 - Após o discurso, há a previsão de mais um show na Praça dos Três Poderes. Ainda assim, as pessoas começam a ir embora.

 

17h23 - Dilma começou o discurso igual ao do Congresso. O texto só mudou depois dos primeiros cinco minutos. "Nos últimos 12 anos, aqui não se discrimina os pobres, não se esquece os jovens, não se abandona as mulheres", disse.

 

17h18 - Começa o discurso de Dilma no parlatório do Palácio do Planalto: "Agradeço a vocês que vieram de todos os cantos do país, nesta marcha da esperança, para dizerem sim ao futuro do Brasil".

 

17h17 - O ex-presidente Lula é o primeiro a ser cumprimentado por Dilma após o Hino Nacional. Os dois se abraçaram.

 

17h16 - Por falar em discurso, veja as palavras mais usadas na fala da presidente:

(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)

 

17h14 - Logo mais, Dilma Rousseff faz discurso para os presentes. Na Câmara, ela pediu pacto contra a corrupção.

 

17h13 - Pela terceira vez na tarde, o Hino Nacional é executado.

 

17h11 - "Olê olá, Dilma, Dilma", gritam os presentes. A presidente recebeu a faixa presidencial e a colocou em si mesma:

(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)

 

17h09 - Dilma desce do carro presidencial. A presidente acena para os simpatizantes que a aguardavam na Praça dos Três Poderes.

 

17h07 - Antes de sair do Congresso, Dilma teve um pequeno encontro com a cúpula do PMDB. Esteve ccom ela o deputado federal Eduardo Cunha, líder do partido e candidado à presidência da Câmara.

 

17h06 - A Esquadrilha da Fumaça voa sobre os ministérios enquanto Dilma é levada de carro ao Planalto:

(foto: Lula Marques/Fotos Públicas)
(foto: Lula Marques/Fotos Públicas)

 

17h04 - O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) foi a pé do Congresso ao Planalto. Recebeu muitos aplausos no caminho.

 

17h03 - Mais uma vez ao lado da filha, Flávia, Dilma sobe no Rolls-Royce. Elas saem do Congresso Nacional rumo ao Palácio do Planalto.

 

17h02 - Dilma passa em revista as tropas e a guarda presidencial.

 

16h59 - Lula acaba de chegar ao salão nobre do Palácio do Planalto. Ele estava em uma sala reservada, junto do presidente do PT, Rui Falcão, e os chefes de Estado.

 

16h57 - Começa a salva de tiros de canhão. O Hino Nacional é tocado.

 

16h55 - Dilma está passando as tropas em revista antes de subir a rampa.

 

16h52 - O texto completo do discurso de Dilma Rousseff no Congresso está disponível aqui.

 

16h50 - Dilma está reunida na sala de presidência do Congresso Nacional com Renan Calheiros e Henrique Eduardo Alves.

 

16h49 - Depois de passar em revista as tropas das Forças Armadas, Dilma será saudada com 21 salvas de tiros de canhão. Em seguida, subirá a rampa do Planalto para fazer outro discurso. A partir das 17h, ela ainda cumprimenta chefes de Estado, nomeia ministros, faz a fotografia oficial e recebe convidados no Palácio do Itamaraty.

 

16h43 - Os Dragões da Independência estão posicionados na rampa do Planalto, à espera de Dilma:

(foto: Daniela Garcia/CB/D.A Press)
(foto: Daniela Garcia/CB/D.A Press)

 

16h41 - Dilma está em direção ao Palácio do Planalto. Militantes a aguardam na Praça dos Três Poderes.

 

16h37 - Vote na enquete: qual deve ser a prioridade do segundo mandato de Dilma Rousseff?

 

16h34 - Erenice Guerra, sucessora de Dilma Rousseff como ministra-chefe da Casa Civil no segundo governo Lula, está entre os convidados. Graça Foster também estava presente. Leia a reportagem.

 

16h32 - "Declaro encerrada a sessão", diz Renan Calheiros. Com o fim do discurso do presidente do Senado, Dilma cumprimenta os integrantes da mes do plenário.

 

16h29 - Na Praça dos Três Poderes, há muita gente indignada por não poder entrar com água. Seguranças dizem só cumprir ordens. A entrada para o gramado virou depósito de garrafas, guarda-chuvas e mastros de bandeiras:

(foto: Simone Kafruini/CB/D.A Press)
(foto: Simone Kafruini/CB/D.A Press)

 

16h26 - Renan Calheiros segue discursando: "O papel do parlamento é acelerar as reformas".

 

16h23 - Primeiro discurso do segundo mandato de Dilma trouxe as novas diretrizes do governo. A presidente destacou o combate à inflação, a necessidade da reforma política e anunciou a prioridade à educação.

 

16h22 - Agora, é Renan Calheiros quem fala. Pede uma "deferência especial" a José Sarney na condição de ex-presidente da República.

 

16h20 - Fim do discurso de 42 minutos. Renan Calheiros, presidente da Câmara, agradece os presentes.

 

16h19 - Dilma cita pela primeira vez o termo "coração valente", protagonista durante a campanha eleitoral.

 

16h18 - Na primeira fila, está a a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), futura ministra da Agricultura. A indicação dela foi vista com desconfiança por aliados.

 

16h15 - Cadeirantes sofrem para chegar à Praça dos Três Poderes:

(foto: Célia Perrone/CB/D.A Press)
(foto: Célia Perrone/CB/D.A Press)

 

16h12 - Dilma lê o discurso em um teleprompter. Agora, fala sobre corrupção e propõe "pacote legislativo" para "combater malfeitos", citando nominalmente a Petrobras.

 

16h10 - O ministro do Trabalho, Manoel Dias, defende mudanças no acesso ao seguro-desemprego. "Não afeta o trabalhador". Leia a reportagem.

 

16h09 - Militantes e simpatizantes fazem fila e passam por revista para entrar na Praça dos Três Poderes.

 

16h08 - O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, está no Planalto. Ele fica no quarto andar, sem acesso à imprensa. Segurança mais do que reforçada neste lugar, onde fica o gabinete da Casa Civil. 

 

16h07 - Discurso se encaminha para o fim com Dilma agradecendo aos colegas de países sul-americanos que participam da cerimônia.

 

16h03 - Do lado de fora, os militantes não arredam o pé da Esplanada dos Ministérios: 

(foto: Célia Perrone/CB/D.A Press)
(foto: Célia Perrone/CB/D.A Press)
 

 

16h01 - Discurso foca bastante no tema da educação. O novo ministro da área, Cid Gomes, acompanha a fala da presidente.

 

15h58 - Dilma anuncia o novo lema do governo: "Brasil, pátria educadora". "Estamos dizendo que a educação será a prioridade das prioridade. Só a educação liberta um povo e abre as portas para um futuro próspero", afirmou.

 

15h56 - Um dos convidados que ocupa o térreo da Câmara, Edwin Schröeder trouxe um artefato para tentar fazer uma selfie com a presidente Dilma Rousseff:

(foto: Daniela Garcia/CB/D.A Press)
(foto: Daniela Garcia/CB/D.A Press)
 

 

15h54 - Segue o discurso de Dilma. "Reafirmo meu compromisso com os direitos trabalhistas e previdenciários, mas combatendo excessos", disse a presidente. O governo anunciou ajustes nesta semana.

 

15h51 - Do lado de fora, um ônibus do Exército se prepara para a saída de Dilma Rousseff do Congresso Nacional.

 

15h50 - No térreo da Câmara dos Deputados, servidoras públicas protestam em defesa de Dilma e da presidente da Petrobras, Graça Foster:

(foto: Daniela Garcia/CB/D.A Press)
(foto: Daniela Garcia/CB/D.A Press)

 

15h48 - Dilma Rousseff continua o discurso de posse. "O povo brasileiro quer mais ainda o combate à corrupção", diz.

 

15h47 - Eduardo Braga, ministro de Minas e Energia, evita falar em reajustes na conta de luz durante a posse. Leia a reportagem.

 

15h45 - Mais Dilma: "Não vou enfrentar essa luta sozinha. Sei que conto com o apoio dos senhores e senhoras parlamentares, legítimos representantes do povo neste Congresso Nacional":

(foto: Agência Câmara)
(foto: Agência Câmara)

 

15h44 - Fora dali, os militantes se indignam porque a Polícia Militar não os permite atravessar o Eixo Monumental para o gramado central da Esplanada dos Ministérios. Eles têm de caminhar até a Catedral.

 

15h43 - No térreo, o bufê dos convidados tem refrigerante de cola, suco de caju e salgadinhos:

(foto: Daniela Garcia/CB/D.A Press)
(foto: Daniela Garcia/CB/D.A Press)

 

15h42 - Mais Dilma: "A população quis que ficássemos porque concluiu que podemos fazer muito mais".

 

15h41 - Cerimonial diz que 1,2 mil pessoas são esperadas no primeiro piso do Planalto. Entre eles, prefeitos de pequenas cidades, convidados de deputados e líderes de movimentos sociais.

 

15h40 - Dilma: "Este projeto pertence ao povo brasileiro. E é em nome do povo brasileiro que nós vamos governar. Temos, hoje, a primeira geração de brasileiros que não vivenciou a tragédia da fome".

 

15h38 - O único ex-presidente que acompanha a cerimônia de posse no Congresso Nacional é José Sarney.

 

15h37 - Dilma começa o discurso de posse. Ela diz assumir o cargo mais uma vez "em nome de milhões de mulheres guerreiras, mulheres anônima":

(foto: Carlos Moura/CB/D.A Press)
(foto: Carlos Moura/CB/D.A Press)
 

 

15h36 - O governador eleito do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, chegou ao Congresso Nacional logo depois do Hino Nacional. Ele foi empossado hoje.

 

15h35 - O termo de posse é assinado por Dilma, Temer, Calheiros, Ricardo Lewandowski e Arlindo Chinaglia.

 

15h33 - Atuais e futuros ministros aproveitam a posse para falar sobre o segundo mandato de Dilma Rousseff. Leia a reportagem.

 

15h31 - Renan Calheiros anuncia o empossamento de Dilma e Temer. Tem de levantar a voz para se sobressair aos aplausos do plenário.

 

15h30 - Michel Temer, vice-presidente, lê o mesmo texto.

 

15h29 - Um pouco rouca, Dilma faz o juramento: "Prometo manter, defender e cumprir a Constituição da República, observar as suas leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil."

 

(foto: André Shalders/CB/D.A Press)
(foto: André Shalders/CB/D.A Press)
15h25 - Neste momento, a banda dos fuzileiros navais executa o Hino Nacional. A foto ao lado mostra o momento em que todos no plenário se levantam.

 

15h24 - Além de Dilma e Temer, compõem a mesa da Câmara dos Deputados o presidente do Senado, Renan Calheiros; o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves; e o presidente do STF, Ricardo Lewandowski.

 

15h23 - Depois de muitos aplausos no plenário da Câmara, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) anuncia o início da posse de Dilma Rousseff e Michel Temer.

 

15h20 - Autoridades lotam o plenário para a solenidade. Novos ministros, parlamentares, embaixadores e chefes de Estado acompanham o evento.

 

15h18 - Enquanto Dilma está no Congresso, militantes do PT estão posicionados na Praça dos Três Poderes. Mais tarde, a presidente da República sobe a rampa do Planalto.

 

15h15 - Neste momento, Dilma cumprimenta Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), presidente da Câmara, e Renan Calheiros (PMDB-AL), do Senado.

 

15h13 - Dilma conversa com aliados e cumprimenta vários com abraços e beijos. Presidente é muito clicada no interior da Câmara. Temer está sempre ao lado dela.

 

15h11 - Após a passagem de Dilma, as pessoas furam a grade e se aproximam do Congresso Nacional. A presidente subiu a rampa de acesso à Casa:

(foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)
(foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)
 

 

15h10 - Convidados começam a chegar ao salão negro. "Estávamos um dia na cadeia e hoje estamos aqui para mostrar que estamos sempre ao lado dela", diz Ivone Arantes, amiga de Dilma desde os tempos da ditadura militar.

 

15h09 - Os Dragões da Independência montam guarda para a passagem da presidente da República. Ela chega neste momento ao Congresso Nacional.

 

15h08 - Dilma desce do Rolls-Royce e pisa no tapete vermelho. O vice-presidente Michel Temer a aguardava.

 

15h06 - O advogado Paulo Fernandes de Melo, do Movimento Pró-Vida, que quer o impeachment de Dilma, explica ato de protesto na Esplanada: "Viemos de forma pacífica e ordeira nos manifestar pelo fim da corrupção".

 

15h05 - O desfile é acompanhado pelos Dragões da Independência, a guarda do Palácio do Planalto. Motoqueiros da Polícia Militar e seguranças da presidência fazem a escolta do Rolls-Royce:

(foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
(foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
 

 

15h04 - Futura ministra da Agricultura, Kátia Abreu rebateu as críticas dirigidas a ela: "Nem Jesus Cristo agradou a todos".

 

15h03 - O público é menor do que o de quatro anos atrás. Mas o tempo é melhor: em 2011, Dilma fez o percurso em carro fechado por causada chuva forte.

 

15h01 - José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça, questionado sobre possíveis cortes no orçamento: "Isso é natural. Temos clareza do momento que vivemos. Cada ministro tem que fazer com que cada centavo renda por dois ou três".

 

15h00 - Dilma faz o percurso entre a Catedral e a Câmara acenando para os militantes. No Congresso, o painel transmite a chegada para os presentes.

 

14h59 - Dilma acena sobre o Rolls-Royce. Ela usa um conjunto rosa claro. Na primeira posse, ela estava de branco.

 

14h55 - Na Praça dos Três Poderes, a Polícia Militar montou barreira e tem dificuldade para conter grupos contrários. Balões pretos são estourados. Um senhor que segurou uma placa pró-Aécio Neves no meio da militância foi o centro de uma briga. Veja o vídeo:

 

14h54 - O deputado Júlio Delgado (PSB-MG), por enquanto, é o único parlamentar da oposição presente. Ele brincou que compareceu para buscar votos: é candidato à presidência da Câmara dos Deputados. A eleição ocorre em fevereiro.

 

14h52 - Dilma deixou o Palácio do Alvorada em direção à Catedral Metropolitana.

 

14h50 - Pepe Mujica, presidente do Uruguai, é paparicado no Congresso por políticos brasileiros. Agora, tira uma selfie com o governador eleito do Acre, o petista Tião Viana.

 

14h49 - Com balões pretos, manifestantes pedem impeachment:

 

 

14h47 - O comboio de Dilma acaba de chegar ao Eixo Monumental para a cerimônia de posse. Ela vai desfilar em carro aberto.

 

14h44 - Os simpatizantes de Dilma se amontoam junto às grades para tirar selfies:

(foto: Célia Perrone/CB/D.A Press)
(foto: Célia Perrone/CB/D.A Press)

 

14h42 - Alcione deixa o palco: "No meu país, eu boto fé. Porque ele é governado por mulher".

 

14h41 - Plenário da Câmara dos Deputados está perto da lotação de 500 pessoas.

 

14h40 - Os partidários que acompanham a posse prometem cobrar a presidente. Leia a reportagem.

 

14h38 - Um grupo de manifestantes pede o impeachment de Dilma Rousseff com base em denúncias recentes de corrupção. Eles carregam balões pretos e são vaiados pelos simpatizantes da presidente.

 

14h35 - O público aguarda Dilma: 

(foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
(foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
 

 

14h34 - Vale lembrar: a Polícia Militar bloqueou o Eixo Monumental na altura da Catedral Metropolitana. O trânsito está fechado desde as 18h de ontem e só será liberado às 23h de hoje.

 

14h33 - Os militantes que ainda estavam na Praça dos Três Poderes deixam o local para tentar encontrar um lugar junto às grades para ver Dilma passar no Rolls-Royce.

 

14h31 - Começa a movimentação no Palácio da Alvorada para levar Dilma para o evento da posse:

(foto: Simone Kafruini/CB/D.A Press)
(foto: Simone Kafruini/CB/D.A Press)

 

14h29 - Jamal Kokhar, embaixador do Canadá no Brasil, e Anna-Karine Asselin, minstra conselheira da embaixada. O país mandou um ministro para a posse. "Estamos aqui para celebrar a força da democracia brasileira", disse Kokhar:

(foto: André Shalders/CB/D.A Press)
(foto: André Shalders/CB/D.A Press)
 

 

14h26 - O Rolls-Royce Silver Wraith que Dilma utilizará na posse foi montado em 1952. A relíquia foi estreada por Getulio Vargas, em 1953.

 

14h24 - A Esplanada dos Ministérios está cheia de ambulantes, mas o isopor domina a cena. Esses são 12 amigos de Sergipe, São Paulo e Pernambuco:

(foto: Yale Gontijo/CB/D.A Press)
(foto: Yale Gontijo/CB/D.A Press)

 

14h22 - A expectativa é de que Dilma deixe o Alvorada daqui a 15 minutos.

 

14h21 - Batedores chegam ao Palácio da Alvorada para levar Dilma ao Planalto:

(foto: Simone Kafruini/CB/D.A Press)
(foto: Simone Kafruini/CB/D.A Press)
 

 

14h19 - Alcione no palco: "Não tenho paciência para patrulhamento e nunca fui de dar confiança a quem diz que não vai mais falar comigo por causa das minhas escolhas".

 

14h18 - Este com tambor é o boliviano Gregorio Mamani, que mora no Brasil há duas décadas. "Sou o representante de Evo Morales aqui". Veja o vídeo:

 

14h15 - Outros presentes na Câmara: Alexandre Tombini (presidente do Banco Central), Patrus Ananias (ministro do Desenvolvimento Agrário) e Luís Inácio Adams (advogado-geral da União. Na parte superior das galerias, estão vários representantes estrangeiros.

 

14h13 - No plenário da Câmara, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, circula e cumprimenta os presentes. O ministro da Cultura, Juca Ferreira, também chegou. Questionado sobre as críticas de Marta Suplicy, foi seco: "Eu não li".

 

14h11 - O acesso para o plenário da Câmara está cheio de chefes de Estado e diplomatas.

 

14h10 - Começou o show de Alcione. As pessoas, enfim, eixam a sombra sob as árvores para assisti-lo.

 

14h08 - O bancário Wilson de Souza veio com a Federação dos Bancários do Paraná. A instituição bancou a viagem. Ele reclama da "composição patronal" dos ministérios e pedem taxação das grandes fortunas:

(foto: Célia Perrone/CB/D.A Press)
(foto: Célia Perrone/CB/D.A Press)

 

14h04 - A expectativa pela chegada de Dilma: 

(foto: Daniel Ferreira/CB/D.A Press)
(foto: Daniel Ferreira/CB/D.A Press)

 

14h01 - Além deles, autoridades do segundo escalão e parlamentares começam a chegar ao plenário da Câmara dos Deputados. Dilma discursa às 15h, segundo a programação. A família do vice-presidente Michel Temer também chegou.

 

13h59 - Os ministros Miguel Rossetto (Secretaria-Geral) e Tereza Campello (Desenvolvimento Social) já chegaram ao Congresso Nacional.

 

13h58 - Militantes cearenses do PT cantam enquanto seguem rumo à Praça dos Três Poderes:

 

 

13h56 - Alcione fala com o Correio antes de subir no palco para o show principal: "É uma honra estar na posse. Sofri um bocado nessa eleição. Graças a Deus venho cantar com muita alegria e amor e pedir para que Deus ajude Dilma a terminar de construir essa nova sociedade".

 

13h55 - Dragões da Independência entram em formação e são assediados:

(foto: Yale Gontijo/CB/D.A Press)
(foto: Yale Gontijo/CB/D.A Press)

 

13h52 - No teto do Palácio do Planalto, policiais de elite fazem a segurança de Dilma e dos convidados:

(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
 

 

13h50 - Neste momento, um carro é retirado da avenida que passa atrás dos anexos dos ministérios. O estacionamento é proibido na região:

(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
 

 

13h47 - Leia a análise sobre o segundo mandato de Dilma: desafios são antigos e a levam ao pragmatismo.

 

13h43 - O metalúrgico Aldoino Silveira, 52 anos, saiu terça-feira de São Leopoldo (RS) para chegar hoje a Brasília. Diabético, veio à posse preparado com alimentos especiais:

(foto: Yale Gontijo/CB/D.A Press)
(foto: Yale Gontijo/CB/D.A Press)

 

13h39 - Os últimos ajustes antes de Dilma chegar:

(foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)
(foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)

 

13h37 - Mais Gog, agora no palco: "A palavra soma, multiplica, mas também divide".

 

13h34 - O show do rapper Gog começou no palco montado em frente ao Congresso. Antes, ele falou com o Correio: "Até trabalhamos pela reeleição de Dilma Rousseff. mas a gente não veio para elogiar governo" .

 

13h28 - Neste momento, cerca de 100 pessoas protestam antes da cerimônia de posse.

 

13h25 - Militantes do PT e simpatizantes de Dilma chegam à Esplanada desde o fim da manhã:

(foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
(foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
 

 

13h20 - Boa tarde! O evento tem previsão de início às 14h45. De acordo com o roteiro, o ponto de partida da cerimônia será a Catedral Metropolitana de Brasília.

 

Participam da cobertura ao vivo André Shalders, Antonio Temóteo, Braitner Moreira, Breno Fortes, Bruno Peres, Carlos Moura, Célia Perrone, Daniela Garcia, Denise Rothenburg, Gustavo Moreno, Julia Chaib, Minervino Júnior, Paulo de Tarso Lyra, Paulo Silva Pinto, Ricardo Daehn, Simone Kafruini e Yale Gontijo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade