Publicidade

Correio Braziliense

Resumo do dia: veja como está a disseminação da covid-19 no DF

UTI no Hospital de Ceilândia, mil casos em 24h e funcionários do McDonald's obrigados a trabalhar com sintomas da doença são algumas das notícias


postado em 05/06/2020 21:56 / atualizado em 05/06/2020 21:57

No Hospital de Ceilândia, os leitos de UTI serão dedicados a pacientes de covid-19(foto: OAB-DF/Divulgação)
No Hospital de Ceilândia, os leitos de UTI serão dedicados a pacientes de covid-19 (foto: OAB-DF/Divulgação)

1. Reabertura - Os postos de combustíveis devem fornecer EPIs aos frentistas para diminuir os riscos da covid-19. Na loja do McDonald's da 114/115 Sul, funcionários denunciaram que são obrigados a trabalhar com sintomas de covid-19: em denúncia feita ao Correio, funcionário afirma que há pelo menos três casos positivos de infecção pelo vírus. A empresa nega. Numa livraria do Conjunto Nacional, uma cliente tirou a máscara, cuspiu na mão e esfregou em itens da loja. Duas mulheres presenciaram o fato e relataram aos funcionários da loja e do shopping, que fizeram a higienização do local e tentam identificar a cliente. Restaurantes vão receber doações para funcionários demitidos durante a pandemia e, em troca, darão chopp. O setor produtivo criou fórum para discutir ações ligadas à economia local.

 

2. Hospitais - O hospital de campanha para covid-19 de Águas Lindas foi inaugurado: unidade atenderá região do Entorno do Distrito Federal. No Hemocentro de Brasília, teve início a coleta de plasma em recuperados para pesquisa para o tratamento de pacientes internados com coronavírus. No Hospital de Ceilândia, a UTI será exclusiva para infectados. A estrutura da unidade de saúde tem capacidade para 10 leitos. O hospital de campanha do Mané Garrincha recebeu 143 monitores multiparamétricos para equipar 177 leitos de enfermaria adulta da unidade de tratamento do novo coronavírus. A Secretaria de Saúde liberou férias, abonos e licanças a profissionais.

 

3. Testes- A testagem itinerante para coronavírus chegou às zonas rurais do Itapoã: exames em regiões vulneráveis do DF contabilizaram 204 infectados. Mais de 7 mil pessoas realizaram testes rápidos na quinta e, desse total, houve a detecção de 554 infecções pela doença. 

   

4. Casos- O Distrito Federal registrou mais de mil casos de infecção em menos de 24 horas e a quantidade de infectados é de 13.147. 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade