AME

Ministério da Saúde deposita R$ 6,6 mi para compra de remédio de Kyara Lis

A ordem bancária foi emitida nesta quinta-feira (15/10), mas o dinheiro deve cair na sexta. Família avalia os próximos passos para a aquisição e aplicação do remédio

Tainá Seixas
postado em 15/10/2020 21:49
 (crédito: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(crédito: Minervino Junior/CB/D.A Press)

O Ministério da Saúde depositou, nesta quinta-feira (15/10), R$ 6.659.018,86 na conta de Kyara Lis, bebê de 1 ano e dois meses que sofre de atrofia muscular espinhal (AME). O valor ainda não caiu na conta, o que deve acontecer nesta sexta-feira (16/10). O dinheiro é para a compra do medicamento Zolgensma, que atua no DNA da criança para o combate à doença e deve ser administrado até os 2 anos de idade. 

No início do mês, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que o Ministério da Saúde completasse o valor que falta, após campanha de familiares arrecadar quase metade do valor do remédio, considerado o mais caro do mundo.

Para Kayra Rocha, mãe de Kyara Lis, a notícia deixa a bebê cada vez mais próxima de tomar o remédio. “A gente ficou muito alegre com essa informação do Ministério da Saúde, porque é um sonho que está próximo, de ver essa doença, a AME, impedida na nossa filha”, relata a advogada.

Contudo, a jornada ainda não está completa. A família estuda a melhor forma de obter e aplicar o remédio na criança. As opções estudadas são a aplicação em uma clínica em Boston, onde Kyara já foi aprovada, ou a importação do medicamento e aplicação aqui. A família busca o meio mais célere de realizar o procedimento, uma vez que há uma data máxima para aplicação do remédio.

Mas o desejo de Kayra é que o Zolgensma seja acessível a todas as famílias que necessitam dele. “Queremos que esse remédio chegue a todas as crianças com a  celeridade que a doença exige”, afirma.

 

  • Kyara foi diagnosticada com a atrofia muscular espinhal quando tinha 10 meses
    Kyara foi diagnosticada com a atrofia muscular espinhal quando tinha 10 meses Foto: Minervino Junior/CB/D.A Press - 8/9/20
  • Kyara Lis
    Kyara Lis Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • A doença degenerativa neuromuscular é grave e irreversível, interferindo na produção de proteínas essenciais para a sobrevivência dos neurônios motores
    A doença degenerativa neuromuscular é grave e irreversível, interferindo na produção de proteínas essenciais para a sobrevivência dos neurônios motores Foto: Priscilla Peixoto/Campanha Kyara
  • A doença degenerativa neuromuscular é grave e irreversível, interferindo na produção de proteínas essenciais para a sobrevivência dos neurônios motores
    A doença degenerativa neuromuscular é grave e irreversível, interferindo na produção de proteínas essenciais para a sobrevivência dos neurônios motores Foto: Priscilla Peixoto/Campanha Kyara
  • Brasiliense que luta contra a Atrofia Muscular Espinhal, ( AME ). Na Foto Ovídio Rocha e Kayra Rocha com a filha Kyara Lis Rocha
    Brasiliense que luta contra a Atrofia Muscular Espinhal, ( AME ). Na Foto Ovídio Rocha e Kayra Rocha com a filha Kyara Lis Rocha Foto: Minervino Junior/CB/D.A Press
  • Ovídio Rocha, Kyara Lis, e Kayra Rocha posam com violão autografado pela banda Jota Quest
    Ovídio Rocha, Kyara Lis, e Kayra Rocha posam com violão autografado pela banda Jota Quest Foto: Acervo pessoal
  • Carreata pela Cura de Kyara Lis
    Carreata pela Cura de Kyara Lis Foto: Divulgação Cure a Kyara
  • Carreata pela Cura de Kyara Lis
    Carreata pela Cura de Kyara Lis Foto: Divulgação Cure a Kyara
  • Kyara Lis completou um ano em agosto e só pode tomar medicação até os 2 anos de idade
    Kyara Lis completou um ano em agosto e só pode tomar medicação até os 2 anos de idade Foto: Arquivo Pessoal
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação