TRAGÉDIA DUPLA

Homens se matam usando a mesma arma de fogo em briga no Ceará

Caso está sendo apurado pela polícia local como homicídio seguido de morte em excludente de ilicitude por legítima defesa

Imagens de câmeras de segurança de uma residência da região, e que foram obtidas pelo g1, mostram o momento da briga -  (crédito: Reprodução/g1)
Imagens de câmeras de segurança de uma residência da região, e que foram obtidas pelo g1, mostram o momento da briga - (crédito: Reprodução/g1)
postado em 24/01/2024 16:52

Dois homens morreram após se acertar mutuamente com a mesma arma de fogo em uma briga em Fortaleza, no Ceará. O caso ocorreu na manhã desta quarta-feira (24/1).

De acordo Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) estadual, o caso está sendo investigado pela Polícia Civil (PCCE) como homicídio seguido de morte em excludente de ilicitude por legítima defesa.

Em nota encaminhada ao Correio, a pasta confirmou que ambos foram atingidos durante a discussão. Imagens de câmeras de segurança de uma residência da região, e que foram obtidas pelo g1, mostram o momento da briga.

Veja a íntegra da nota

"A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) investiga as circunstâncias de um homicídio seguido de morte em excludente de ilicitude por legítima defesa, registrado na manhã desta quarta-feira (24), no bairro Pirambu - Área Integrada de Segurança 8 (AIS 8) de Fortaleza. Na ocasião, dois homens se envolveram em uma discussão e, durante as vias de fato, ambos foram atingidos por disparos de arma de fogo. Equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE), do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram acionadas. A 8ª Delegacia do DHPP está a cargo das investigações.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As informações também podem ser encaminhadas para o telefone (85) 3257-4807, do DHPP, que também é o WhatsApp do Departamento. O sigilo e o anonimato são garantidos." 

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
-->