Um clássico 10smantelado

Um clássico 10smantelado

Flamengo e Fluminense iniciam hoje a decisão do estadual carentes dos seus camisas 10. Rubro-negro tem de se virar sem Diego para faturar o 34º título. Tricolor joga sem Gustavo Scarpa pelo 32º troféu

Vitor Gammaro*
postado em 30/04/2017 00:00
 (foto: Gilvan de Souza/Flamengo



)
(foto: Gilvan de Souza/Flamengo )






Após 22 anos, Flamengo e Fluminense voltam a decidir o Campeonato Carioca. Porém, os maiores campeões da competição têm um ponto negativo em comum para esta final: não contarão com os donos das camisas 10. Gustavo Scarpa e Diego, entregues ao departamento médico, nada poderão fazer para ajudar suas equipes a levantar o troféu do Estadual. O primeiro duelo é hoje, às 16h, no Maracanã.

O grande destaque do tricolor está fora de combate há mais de dois meses. Gustavo Scarpa sofreu uma fissura no pé após uma entrada forte de Douglas Lima, do Madureira, pela semifinal da Taça Guanabara.

Se Abel Braga não pode escalar seu maestro, Zé Ricardo tem o mesmo problema para o duelo de logo mais. Em recuperação após cirurgia no joelho direito, realizada no último dia 15 de abril, Diego é desfalque no rubro-negro. Embora Diego não seja o dono da 10 no Campeonato Carioca, é ele quem veste o número na Copa Libertadores. Além disso, é o jogador que ocupa a faixa do campo tradicionalmente destinada aos que vestem o número. O camisa 10 no Carioca é Ederson. O meia também se recupera de contusão.

No Estadual, os desempenhos de Flamengo e Fluminense com os seus craques é bastante satisfatório. Em oito jogos na competição com Diego, o time da Gávea venceu cinco vezes e empatou três. No clube das Laranjeiras, Scarpa esteve em campo em apenas cinco oportunidades. O Fluminense faturou os três pontos em quatro partidas, além de um empate, justamente na exibição em que o jogador se machucou.

Diego e Gustavo Scarpa viviam uma fase artilheira na temporada. Scarpa havia marcado quatro vezes em 2017, sendo três pelo Campeonato Carioca e uma na Copa do Brasil, quando anotou um gol antológico diante do Globo-RN, do meio de campo. No Flamengo, Diego balançou a rede seis vezes neste ano, sendo quatro oportunidades pelo Estadual e duas na Copa Libertadores da América.

Gustavo Scarpa ainda não tem previsão de retorno aos gramados. No último dia 20, o jogador voltou a treinar com o grupo e deve estar de volta nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro. Inicialmente, o camisa 10 da Gávea tinha previsão de retorno para apenas daqui a um mês, mas, com o sucesso da cirurgia e a boa forma física do craque ; ele inclusive voltou a treinar com bola ;, anima o departamento médico rubro-negro. O clube trabalha com a possibilidade do retorno antes do período inicialmente previsto.

No Fla-Flu

Desde que chegou ao Flamengo, Diego disputou quatro vezes o Fla-Flu. No Brasileirão do ano passado, uma derrota e uma vitória. Pelo Carioca deste ano, foram dois empates. No primeiro encontro, o tricolor levou a melhor nos pênaltis.

Pelo Santos, o maestro rubro-negro teve o Fluminense como rival em apenas duas oportunidades e não perdeu. Ao lado de Robinho, o meia somou uma vitória e um empate diante do clube carioca. Nas duas partidas, Diego balançou a rede contra o rival do Flamengo deste domingo.

O retrospecto de Gustavo Scarpa contra o Flamengo não é dos mais animadores para a torcida tricolor. Apesar de ter marcado um gol em um dos cinco jogos em que enfrentou o maior rival, o camisa 10 das Laranjeiras perdeu três vezes para o rubro-negro, venceu apenas uma e empatou outra.

*Estagiário sob a supervisão de Marcos Paulo Lima

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação