Mãe Dináh, vidente mais famosa do país

Mãe Dináh, vidente mais famosa do país

postado em 04/05/2014 00:00
 (foto: Noeli Menezes/Folhapress - 31/5/04)
(foto: Noeli Menezes/Folhapress - 31/5/04)

Morreu na madrugada de sábado, em São Paulo, a vidente Benedicta Finazza, mais conhecida como Mãe Dináh. Ela estava internada desde quinta-feira no Hospital da Luz, no bairro da Vila Mariana. As causas da morte, conforme o atestado de óbito, foram um choque séptico gastrointestinal e a falência de múltiplos órgãos e sistemas. O corpo da vidente, que tinha 83 anos, foi velado e sepultado, ontem mesmo, no Cemitério da Paz, no Morumbi.

Mãe Dináh ficou conhecida por algumas famosas previsões que fez ao longo de sua vida. A mais emblemática foi a premonição de que os integrantes da banda Mamonas Assassinas sofreriam um acidente aéreo. O desastre aconteceu em março de 1996, depois de um show do grupo em Brasília. Eles voltavam em um avião Learjet para São Paulo, quando a aeronave se chocou contra a Serra da Cantareira, matando todos os músicos da banda. Em entrevistas depois da morte dos Mamonas, a vidente dizia que quando assistia ao grupo na televisão, enxergava uma fumaça preta.

Desde a infância, ela já demonstrava ter poderes paranormais. Filha de pais católicos, aos 7 anos previu a morte da avó. Desde então, a família, que não acreditava nas previsões ; achava que ela tinha apenas uma imaginação fértil ;, passou a não duvidar mais da menina Benedicta. Aos 13 anos, Mãe Dináh começou a atender amigos e colegas de escola, fazendo previsões de acontecimentos futuros.

A vidente teria previsto também as mortes do piloto Ayrton Senna e da cantora Elis Regina. Entre outros feitos, ela ;adivinhou; que o Corinthians conquistaria o título da Libertadores de 2012, assim como a vitória do Santos no Campeonato Paulista do mesmo ano.

Mãe Dináh também era muito popular entre os políticos. Um de seus clientes foi o ex-senador Guilherme Palmeira, que, em 1994, chegou a ser indicado como vice-presidente na chapa de Fernando Henrique Cardoso, mas acabou substituído por Marco Maciel.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação