Curtas

Curtas

postado em 14/01/2016 00:00

; INVESTIGAÇÃO

CORPO CARBONIZADO EM CARRO
A Polícia Civil tenta identificar o corpo encontrado carbonizado no porta-malas de um carro incendiado em Samambaia Norte. A suspeita é de que se trate do funcionário da Poupex James de Castro Henrique, 45 anos. Ele é proprietário do veículo destruído pelas chamas e está desaparecido desde as 15h de terça-feira. ;O que temos é que James está desaparecido e o carro era dele. Mas o corpo está totalmente carbonizado. Só conseguiremos identificá-lo pela arcada dentária ou por exame de DNA. A segunda coisa que temos de saber é como a vítima morreu, se antes do incêndio ou em decorrência dele;, explicou o delegado-chefe da 26; Delegacia de Polícia, Eduardo Galvão. Testemunhas viram um carro em chamas na manhã de ontem, na QR 615. Testemunhas chamaram o Corpo de Bombeiros e, quando os militares controlaram o incêndio, se depararam com o corpo.


; TRÂNSITO

ACIDENTE MATA BRASILIENSE EM MINAS GERAIS
Uma criança de 8 anos morreu e outras quatro pessoas da mesma família ficaram feridas em um acidente no km 266 da BR 365, próximo ao município de Buritizeiro, em Minas Gerais, na tarde de terça-feira. A placa do veículo em que as vítimas estavam é de Brasília. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu por volta das 17h, quando o motorista perdeu o controle de um Honda Civic prata, saiu da pista, subiu em um barranco e capotou. Não chovia. Segundo a investigação da PRF, a família tinha saído de Porto Seguro (BA) e retornava para o Distrito Federal, em comboio com outros três veículos. Todos os ocupantes foram resgatados com vida pelo Corpo de Bombeiros de Pirapora (MG) e pelo Samu e levados para hospitais dos municípios de Três Marias (MG) e de Pirapora. No hospital, a criança de 8 anos não resistiu. Entre as outras vítimas, estão uma criança de 6 anos e três adultos. Ainda segundo a PRF, a suspeita é que os sobreviventes sejam pai, mãe, filha e avó.


; SÃO SEBASTIÃO

PM QUEBRA O PÉ EM DERRUBADA
O segundo dia de operação da Agefis na invasão de Capão Cumprido, em São Sebastião, terminou com dois presos e um policial militar ferido, na manhã de ontem. O PM subiu com outros três militares no telhado de uma casa para deter um dos invasores quando o telhado cedeu. O homem que estava no topo da edificação também caiu, mas não se feriu. O policial quebrou o pé direito e passa por exames para saber se também quebrou o esquerdo. Na terça-feira, um coronel da corporação quebrou a mão ao levar uma pedrada de um dos moradores que resistiam à operação. Ontem, 144 PMs participaram da ação. Além de subirem nos telhados das casas, os invasores fizeram barricadas com sofás, além de cordões humanos. A invasão fica perto do Parque de Vaquejada. A meta da Agefis é terminar a desobstrução do terreno até sexta-feira. De acordo com um levantamento do Instituto Brasília Ambiental, o terreno não é próprio para as edificações, pois o solo local é propício a erosões, o que pode causar desabamentos. A ocupação da área ocorreu no primeiro semestre de 2016.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação