História e beleza natural

História e beleza natural

postado em 14/12/2016 00:00
 (foto: Igor Galo/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Igor Galo/Esp. CB/D.A Press)


Perto de Eliat está o Parque Timna, outro parque natural de Negev, que vale a pena visitar tanto pelas suas vistas como pela sua história e formações geológicas. Localizado a 45 minutos, essas antigas zonas de minas de cobre que foram exploradas no tempo do imperador Ramses podem ser visitadas de carro até certos pontos e depois a pé ou em bicicleta, para seguir alguma das dez rotas assinaladas tanto para viajantes em boa forma física como para os mais preguiçosos.

A entrada custa dez euros e inclui um mapa com as rotas assinaladas e a entrada em uma projeção explicativa da importância histórica da zona. O parque não está situado na estrada 40 de Israel, mas na estrada 90, e você pode visitá-la a meio dia de Eilat ou fazendo uma paragem no caminho de regresso a Tel-Aviv.

Pelo Parque Timna também passa o Trail de Israel (negevtrails.com/page?_id=26), uma espécie de Caminho de Santiago, que está perfeitamente assinalado para os amantes do trekking. Une Eilat com localidade de Arad, na fronteira com o Líbano. No caminho, alguns locais (conhecidos como anjos do Trail) costumam deixar comida ou ajudar os viajantes que fazem esse passeio (shvil.wikia.com/wiki/INT_Trail_Angels).

Apesar de todo o Trail de Israel estar planificado para ser percorrido em 21 dias, vale a pena fazer alguma parte se você tiver tempo, seja indo para Eilat ou na volta para Tel Aviv, para absorver o espírito de Negev, o deserto de Israel.

Vá de carro
O aluguel de automóveis por cinco dias em Israel, com recolha no aeroporto de Tel Aviv, custa a partir de 111 euros (preços para janeiro de 2017), segundo o comparador trabber.com.br, para os veículos de categoria A (a mais básica), de quatro lugares, com os seguros mínimos. Os carros das categoria B e C (quatro lugares e mais espaço e mala) partem dos 150 euros. O litro de gasolina custa 1,5 dólares e, desse modo, é melhor alugar carros pequenos que não consumam muito ou os que são movidos a diesel.

As estradas por todo o país são boas e o carro é a melhor maneira de você se mover tanto nas estradas como nas cidades. Embora o trânsito seja complicado em Jerusalém ; onde é melhor usar transporte público (não tanto em Tel Aviv) ;, quase não há pedágio no país. Apenas na estrada 6, que une Tel Aviv a Beersheba a caminho de Eilat. (IG)




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação