Abstenção de 32% fecha segundo dia do exame

Abstenção de 32% fecha segundo dia do exame

Cerca de 4,5 milhões de estudantes compareceram às provas de exatas em todo o país. Ministro ressaltou que a edição foi a mais segura e comemorou a divisão das disciplinas em dois domingos. Resultado será divulgado em 19 de janeiro

BERNARDO BITTAR Especial para o CORREIO
postado em 13/11/2017 00:00
 (foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)

Números do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) mostram queda na participação de 200 mil alunos entre o primeiro e o segundo dias de provas, quando compareceram 4,5 milhões de estudantes. A abstenção dos exames de ontem chegou a 32%, pouco mais que a média histórica de 30%, segundo o Ministério da Educação (MEC). A Polícia Federal (PF) contabilizou 62 ocorrências em 13 estados brasileiros e no DF, no que foi chamado Operação Passe Livre.
;Mesmo com as abstenções, a iniciativa de fazer as provas nos dois dias se mostrou claramente viável à aplicação em dois domingos, e o legado que fica é com relação a essa questão de dividir, que foi muito comentada antes de ser implementada em 2017. Tivemos uma grande adesão e simpatia por parte dos estudantes, o que se traduz em mais tranquilidade e menos pressão para eles e para nós;, afirmou o ministro da Educação, Mendonça Filho.


Segundo a presidente do Inep, Maria Inês Fini, embora a segunda prova tenha tido menos alunos, ;não dá para fazer uma média geral de abstenções porque existem pessoas que foram em apenas um dia. Para determinadas profissões, o aluno, por exemplo, pode ter ido apenas hoje (ontem) e faltado a semana anterior, se estivesse testando conhecimentos;. A prova deste domingo tratava de matemática e de ciências da natureza, que abrange química, física e biologia.
Segurança

Em dois dias de exames, quase 200 mil salas de aula foram usadas em todo o país. ;Esse foi o grande desafio. Mas evoluímos bastante, tivemos acesso a novas tecnologias, como os detectores de pontos eletrônicos e as escutas dentro de algumas salas de aula. Acredito que, com a Operação Passe livre, onde foram emitidos 31 mandados de busca e apreensão e 31 conduções coercitivas (totalizando 62 ocorrências em 13 estados brasileiros mais o DF), conseguimos evitar possíveis situações de fraude;, afirmou o delegado da PF Franco Parazzoni.


Quem teve algum tipo de problema e não conseguiu fazer a prova poderá ser realocado em um novo certame elaborado para 12 de dezembro. ;Mas só quem tiver uma justificativa plausível, como as pessoas que não puderam fazer a prova porque acabou a energia elétrica na cidade;, lembrou Maria Inês Fini. O resultado do Enem deste ano será divulgado em 19 de janeiro de 2018.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação