Reality Show

BBB21: consegue se lembrar dos eliminados por ordem? Entenda o caminho até a final

De Kerline a Gil do Vigor, relembre quem saiu em cada paredão e as porcentagens de cada eliminado antes da final desta noite

Jéssica Gotlib
postado em 04/05/2021 21:34 / atualizado em 04/05/2021 22:00
 (crédito: Reprodução/GShow)
(crédito: Reprodução/GShow)

Enquanto enquetes apontam Juliette como a grande vencedora do BBB21 na final desta terça-feira (4/5), os brothers eliminados no programa seguem festejando no hotel em que foram confinados. Todos eles, menos Arcrebiano que estará no No Limite, devem estar presentes à cerimônia de logo mais.

O programa, que estreou em 25 de janeiro e completa 100 dias hoje, começou com 20 participantes. Com dez 'camarotes' e dez 'pipocas', o elenco foi anunciado uma semana antes do início do reality. Após muitas polêmicas logo nos primeiros dias, os paredões acabaram se transformando em uma sequência de recordes. Relembre cada um.

Primeiro pivô

Kerline estreou muitas coisas na edição. Foi o pivô de uma briga na primeira festa do programa após conflito com Lucas Penteado. Rendeu o primeiro meme aos fãs do reality com a cara que fazia ao chorar. E foi a primeira eliminada em um paredão neste ano. Contra Sarah e Rodolfo, ela saiu com 83,5% dos votos.

Salvo pelo gongo?

A berlinda seguinte tirou do jogo o educador físico Arcrebiano. Após um romance polêmico com a rapper Karol Conká, ele foi ao paredão ao lado de Gil e Juliette. Com a própria família fazendo uma espécie de mutirão invertido do lado de fora, o capixaba saiu com 64,8% dos votos.

Engraçado?

Polêmico dentro e fora da casa, o humorista Nego Di saiu com o primeiro recorde de rejeição quebrado no BBB21. Enfrentando Sarah e Fiuk, ele foi o escolhido por 98,76% do público do programa para deixar a casa. Depois da saída, ele criticou a Globo por sentir que foi tratado de forma diferente de Karol Conká e Lucas Penteado. Ele também disse que a psicóloga do confessionário não existe, fala pela qual foi notificado pela emissora carioca.

O tombo

Indiscutivelmente a antagonista do programa, Karol Conká quebrou o recorde de rejeição logo no paredão seguinte. Após estrelar o meme 'qualquer coisa me bota no paredão', ela chegou perto de ser uma unanimidade em rejeição: recebeu 99,17% dos votos.

Na ocasião, ela enfrentava Gilberto e Arthur. E, mesmo antes disso, internautas já tinham se mobilizado em uma petição que pedia a expulsão da happer paulistana. Neste mês, ela lançou um single 'Dilúvio' depois da estreia do documentário em que conta sua versão dos fatos vividos na casa.

Não autorizada

Lumena também foi uma das principais imagens do programa. Com frases como "Lumena não autorizou" e outros bordões ligados à 'militância', a baiana foi eliminada com 61,31% dos votos. Na ocasião, ela enfrentava Arthur e Projota. Além de ser a principal aliada de Karol Conká no BBB21, pesou contra a psicóloga a postura que ela adotou logo depois do beijo entre Gil e Lucas.

Dummy

Em um paredão falso que tinha como opções Caio, João e Carla, a ex-chiquitita foi escolhida por 62,40% do público para espiar os colegas de programa. Ao voltar, vestida de Dummy, Carla mexeu pouco no jogo e reatou o polêmico romance com Arthur.

Projócolis

Protagonista de uma briga depois de receber o castigo de monstro, Projota também não foi perdoado pelo público após ser indicado pelo líder Fiuk. Contra Pocah e Thaís, ele quase alcançou o índice dos amigos Karol e Nego Di: chegou a 91,89% de rejeição.

Paredão tóxico?

O público deixou claro que não curtiu o retorno de Carla Diaz do ‘além’, como é chamado o quarto onde ela ficou depois do paredão falso, quando eliminou a atriz com 44,96% em uma berlinda contra Fiuk e Rodolffo.

A espiã

Logo depois foi a vez de outra reviravolta na preferência popular. A brasiliense Sarah, que estrelou o momento ‘espionagem’ do BBB21 e chegou a ser considerada favorita ao título da edição, foi eliminada. Ela saiu do programa com índice de rejeição de 76,76%. Os opositores na ocasião eram o então aliado Rodolffo e a ex-amiga Juliette.

Os bastiões

Na semana seguinte o sertanejo foi novamente indicado à berlinda e, dessa vez, não escapou. Companheiro de Caio até no paredão, os dois dividiram a opinião do público e Rodolffo acabou sendo escolhido por 50,48% dos votantes.

Ele tinha acabado de protagonizar uma cena de racismo no programa que mobilizou participantes, torcidas e até o apresentador Tiago Leifert. Gil também estava nesse paredão, mas o percentual recebido por ele foi ínfimo.

Sister se despede

Em 13 de abril, foi a vez de a sister Thaís ser eliminada, com 82,29% dos votos, após disputar um paredão com Arthur e Fiuk. Ela foi indicada pelo líder Caio. Arthur foi um dos mais votados pela casa e Fiuk foi para berlinda após perder a ‘Final do Mal’ da Prova do Líder.

O pupilo

Seguindo os passos do ídolo Rodolffo, Caio foi o próximo a ser tirado do BBB21, com 70,22% dos votos. Apesar de ter aparecido melhor no jogo e se aproximado mais dos outros participantes depois da eliminação de Rodolffo, duas semanas não foram suficientes para que ele derrotasse Fiuk ou Gil no paredão.

Tchau, João

Contra a dupla Arthur e Pocah, que se aproximou depois da eliminação de Projota, o professor de história João foi eliminado com 58,86% dos votos. Embora tivesse uma base de fãs fora da casa, muitos espectadores do reality argumentaram que João não se posicionou o suficiente na edição.

Terceira recordista

Viih Tube foi a 14ª eliminada, com a terceira maior rejeição do programa: 96,69%. Conhecida por mexer com a mente dos colegas para escapar da berlinda, a influencer puxou Fiuk no contragolpe e duelou contra Gil — que havia sido indicado pela líder Pocah.

O ex

Agora ex-BBB e também ex-affair de Carla Diaz, Arthur saiu no paredão seguinte, com 61,34% dos votos. Ao lado dele, brigavam pela permanência na casa Camilla e Pocah.

Hora de acordar

Com um sono invejável, Pocah também foi um dos memes mais usados desta edição. Depois que Juliette conquistou a liderança, ela foi para a berlinda com Gil e Camilla. Apesar de ter aparecido em momentos importantes da temporada, como na briga com Gil ou quando se posicionou a favor de João no episódio de racismo praticado por Rodolffo, Pocah foi rejeitada por 73,16 % do público.

'O Brasil tá lascado!'

E, finalmente, o último e mais inesperado resultado: Gil do Vigor saiu na semifinal contra Camilla e Juliette. Ele, que havia sido o menos votado em todos os paredões que participou, recebeu 50,87% dos votos. Fãs anônimos e famosos, e até o diretor Boninho, lamentaram que ele não estivesse no pódio. Mas, a final desta noite tem apenas três pessoas: Camilla, Fiuk e Juliette. Quem deve ganhar?

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE