Multa por manifestação pró-Bolsonaro

Multa por manifestação pró-Bolsonaro

postado em 10/10/2018 00:00


A Procuradoria do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pretende denunciar o Atlético-PR após ação polêmica na partida contra o América-MG, no sábado, na Arena da Baixada. Mesmo sem autorização da CBF, os jogadores do clube paranaense entraram em campo com uma camisa amarela com a frase ;Vamos todos juntos por amor ao Brasil;, em alusão ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). O zagueiro Paulo André foi o único a não usar a peça.

Em julho, o STJD puniu o Atlético-PR pelo uso de um telefone celular em campo pelo goleiro Santos, alegando ser parte de campanha para conscientização contra o uso do aparelho quando se dirige um carro. À época, os paranaenses sequer procuraram a CBF para pedir autorização. Como a entidade não autorizou a manifestação, o clube, que é reincidente, pode ser multado em até R$ 100 mil.

Presidente do STJD, Ronaldo Piacente explicou a situação e como o órgão pode agir. O fato de a manifestação ser política não é exatamente o único problema. ;O Atlético-PR fez um pedido à CBF para realizar uma manifestação em campo. A CBF negou, pois o pedido foi realizado depois do prazo de 48h previsto em regulamento. Mesmo sem autorização, o time entrou com a camisa em alusão ao Bolsonaro. O STJD pode julgar a motivação. O Código da Fifa fala em punição para manifestação política. Mas neste caso, a denúncia é sobre a falta de autorização, que é uma infração à competição;, declarou.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação