Os astros recomendam!

eduardo avelar
postado em 29/12/2013 00:00

Olá, amigo da cozinha. O Natal passou, e ainda sob os efeitos da mesa, estréia dos presentes, estamos reavaliando os limites da balança, e sofrendo injustamente com a campanha verão sem canga para as mulheres e barriga tanquinho para os homens.
Além desse crime ambiental contra nossos cérebros, ainda por cima estamos em plena queima de fosfatos no preparo de várias outras promessas ou traçando metas intransponíveis ou inatingíveis. Mas vamos falar sério, amigo? Mineiro não se dá muito bem com essa ditadura estética que alguns insistem em implantar no nosso estado. Duvido, amigo, que um dia esses inimigos do prazer consigam seu intento. Talvez, com a utilização das armas, é claro, mas certamente teriam de mobilizar um exército e estratégias poderosas e napoleônicas para destruir as nossas "linhas inimigas", ou seja, os milhões de fornos e fogões que protegem nossos costumes e tradições em toda Minas Gerais. Seria necessário construir cadeias gigantescas para prender outros milhões de artistas, que não abrem mão de seus ofícios calóricos que seduzem a todos sem distinção, mineiros ou não.


Mas vamos falar de ano novo, cujas festas se estenderão pelo menos até 6 de janeiro, Dia de Reis, quando algumas simpatias para atrair sorte e fortuna estarão presentes em cada família ou grupo de amigos.


Entre festas e festas, calorias e calorias, iniciamos então a contagem regressiva para mais um ano regido por "elas", bem, pelo menos em nossa ótica dos Sabores de Minas. Consultando todas as informações astrais, espirituais e outras desses gêneros, concluímos que 2014 será um ano de muitas revelações e realizações, segundo os astros das cozinhas que regem os signos de todo o estado de Minas Gerais. As cartas dos cozinheiros falam, ou melhor, revelam uma série de novas descobertas de sabores em todo canto, e especialmente para nossa equipe dos Sabores de Minas, as cartomantes, benzedeiras e leitoras de mãos preveem um ano repleto de descobertas, de avanço nas propostas de democratização e flexibilização da legislação para os pequenos produtores e na redenção espiritual dos órgãos de vigilância sanitária. Todos os videntes prevêem também um ano de muito avanço no turismo gastronômico em todo o país, e principalmente o reconhecimento pelo mundo que Minas é a cozinha do Brasil.


E por falar em turismo, nas merecidas férias, que tal pensar na tranquilidade do campo ou mesmo nas praias e cachoeiras de nossos lagos e rios?. Minas está cada dia melhor, especialmente com as descobertas de novos tesouros gastronômicos espalhados pelos cinco terroirs que estamos desenhando. São destinos que se apresentam a partir dos nossos melhores sabores e da valorização dos produtores artesanais com seus produtos que reforçam a cultura e as tradições de suas regiões, e principalmente a maneira única de receber dos mineiros.


Portanto, amigo da cozinha, estamos bem sob a proteção dos astros e podemos conspirar por um 2014 bem melhor e diferente. Conspire contra as ditaduras dos regimes cruéis e opressores. Vamos abolir definitivamente a balança, a fita métrica e a mídia "anorexica" da prerrogativa de avaliarem nossos corpos. Vamos fazer turismo em Minas Gerais, girar nossa economia, e desfrutar dos incontáveis prazeres que ainda estão por ser descobertos e degustados, sem culpa tá?
Por fim, amigo, os astros recomendam uma atenção especial para escolhermos um próximo governante que tenha o respeito que tanto almejamos por nossa Minas Gerais, sempre enganada e esquecida pelos que aí estão, ou melhor, que estão além de nossas fronteiras. Nunca devemos esquecer, que somos o segundo colégio eleitoral do pais, fato relevante que pode fazer a diferença, e somente lembrado por "eles" nessas ocasiões "sufrágicas".


Nossa gente do interior espera sua visita e de sua família com seus fornos e fogões a postos, e as urnas esperam seu voto inteligente e responsável, que fará toda a diferença para as tão sonhadas mudanças.

Felizes Ssabores novos! Feliz Brasil novo! Feliz 2014!

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação