Grita geral

Grita geral

grita.df@dabr.com.br (cartas: SIG, Quadra 2, Lote 340 / CEP 70.610-901)

postado em 07/09/2017 00:00
PLANO PILOTO
DEMORA NO SINAL

Lincon Santos da Silva, 41 anos, reclama do semáforo no fim da pista que liga o SMU à via N1 do Eixo Monumental. De acordo com ele, o sinaleiro está com tempo de abertura reduzido e isso acaba prejudicando o fluxo de carros no local. ;As interrupções são excessivamente demoradas. São mais de cinco minutos parados aguardando e somente alguns segundos para a saída, em arrancada, o que é perigoso e beira o ilegal;, explica. Lincon pede que haja um estudo rápido, porém apurado, sobre o tempo condizente e mais adequado.

; O Núcleo de Sinalização e Manutenção de Equipamentos Eletrônicos do Detran informou que uma equipe técnica foi enviada ao local e o tempo do semáforo foi redefinido. De qualquer forma, a fluidez do trânsito no local continuará sendo avaliada.




VALE DO AMANHECER
FALTA DE SEGURANÇA

Moradora de Planaltina, Joana Darc Trajano, 36 anos, trabalha no Vale do Amanhecer e reclama da falta de segurança no local. Segunda ela, os assaltos em transporte público viraram rotina. ;No fim da tarde, é comum acontecer, toda semana tem. E os assaltantes são sempre jovens menor de idade, ninguém pode fazer nada e não tem policiamento;, comenta. O bairro fica afastado de Planaltina e não tem delegacia ou postos policiais nas redondezas. Joana cobra mais segurança no local.

; A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) informou que tem distribuído seu efetivo em locais, dias e horários com maior frequência de crimes e em áreas consideradas mais vulneráveis do ponto de vista da sensação de insegurança na região do Vale do Amanhecer. Apenas no mês de agosto, a corporação apreendeu seis armas de fogo e prendeu 220 pessoas pelo cometimento de delitos em toda a região administrativa. Pelo menos 21 carros que haviam sido furtados ou roubados foram recuperados no período. O batalhão da área também contabiliza 959 ocorrências atendidas, sejam de demandas oriundas do telefone 190 ou de flagrantes nas ruas. No caso específico de roubos em transportes coletivos, a PMDF destacou que conta com a operação Anjos da Guarda ; abordagens aos ônibus nas paradas ou durante o trajeto da linha. ;O trabalho é feito de forma estratégica, com base em estudos elaborados pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social;, detalhou a corporação, em nota.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação