Luto nas salas de aula

Luto nas salas de aula

» ANA PAULA LISBOA » JAQUELINE FONSECA » JÉSSICA EUFRÁSIO
postado em 10/07/2020 00:00
 (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)

Gerou comoção entre alunos, ex-alunos, docentes e pais a morte, em decorrência da covid-19, de César Severo, 46 anos. O professor de física foi fundador e coordenador pedagógico do cursinho e do colégio Exatas, com unidades em Asa Sul, Taguatinga, Gama e Águas Claras. César ficou uma semana internado e faleceu, ontem. Era um professor dedicado e de riso fácil. Ele deixa a mulher e dois filhos. ;Trabalho no Exatas há 12 anos. Ele me ensinou tudo da minha profissão. O César tinha um coração enorme;, comentou o professor de física Bruno Gabriel Mangabeira, 31. Ontem, a Secretaria de Saúde registrou, no total, 21 óbitos pela doença.

O educador era conhecido na Redação do Eu, Estudante, tendo, por diversas vezes, dado entrevistas, especialmente sobre seleções, incluindo vestibulares, o Programa de Avaliação Seriada da Universidade de Brasília (PAS/UnB) e o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Ele atuou como parceiro do Correio Braziliense em projetos especiais relacionados ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O Eu, Estudante lamenta a perda e agradece a colaboração de César. O Exatas declarou luto de três dias.

Amigo de César havia 15 anos, o professor de química Sami Afanah, 33, contou que lembrará do coordenador pedagógico, principalmente, pelas oportunidades. ;Nunca conheci alguém como ele em matéria de empatia. A parte que vai marcar será chegar ao Exatas e não encontrá-lo mais na sala dos professores nem ouvir a voz dele, os jargões;, contou.

Nas redes sociais, estudantes, familiares e amigos lamentaram a morte do educador. Entre as mais de 600 mensagens, há elogios ao trabalho e à personalidade de César, além de relatos de pesar. ;Muito triste! Que ele descanse em paz, e muito conforto aos familiares e amigos. Honra de ter tido aula com ele! Saudades que serão eternas;, disse uma ex-aluna. ;Grande mestre César, sempre sorridente e animado nas suas aulas. Se entendi física, foi por conta dos seus ensinamentos;, acrescentou outro.

Natural de Cachoeira do Sul (RS), César abriu o Exatas, em 2008, como cursinho pré-vestibular. Dez anos depois, a instituição expandiu-se e passou a ser, também, um colégio de ensino médio. Desde 2006, o professor corrigia questões e dava dicas de física em um canal no YouTube. Antes de fundar o Exatas, César trabalhou na rede NDA. Formado em engenharia mecânica pela Universidade de Brasília (UnB), é ex-aluno do Colégio Militar de Brasília (CMB).

Óbitos e curas
O mais recente boletim da Secretaria de Saúde, divulgado no início da noite de ontem, confirmou 21 novas mortes por covid-19 entre moradores da capital federal. A pasta também notificou o óbito de um morador de Santo Antônio do Descoberto, município do Entorno. As mortes contabilizadas nesse levantamento aconteceram entre 20 de junho e ontem.

Desde o início da pandemia do coronavírus, 754 pessoas foram vítimas da covid-19 no Distrito Federal. Além dessas, outras 69 morreram no sistema de saúde do DF, mas moravam em outras unidades da Federação, principalmente em Goiás ; 49 eram de cidades vizinhas à capital.

Ceilândia segue como a cidade com o maior número de mortos. Oito foram contabilizados no boletim de ontem, totalizando 173 óbitos na cidade mais populosa do DF. Samambaia e Taguatinga aparecem na segunda e terceira colocações, com 79 e 69 mortes, respectivamente.

A última atualização do painel de monitoramento conta 65.677 notificações, sendo que 12.306 dos infectados ainda têm carga viral ativa. Do total, 2.824 são do Entorno. Nas últimas 24 horas, 1.414 novas infecções foram confirmadas. A maioria dos pacientes é mulher, representando 52,5% dos infectados. Quase metade deles têm problemas cardíacos (48,1%).

O boletim da Secretaria de Saúde também informou que cerca de 80% das pessoas que pegaram a doença se recuperaram. Entre os cardíacos, 3.009 se curaram, assim como 1.951 que com problemas de metabolismo. No Distrito Federal, 52.548 infectados haviam vencido a covid-19 até ontem.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação