R$ 630 milhões à espera de projeto

R$ 630 milhões à espera de projeto

» HELENA MADER
postado em 27/05/2014 00:00

O atraso na entrega dos projetos básicos da expansão do metrô retardou também a liberação de R$ 630 milhões de recursos federais reservados para as obras. A União anunciou o repasse da verba para a construção de cinco estações há quase dois anos e fixou o mês de outubro de 2013 como data limite para a entrega dos primeiros estudos. Mas a empresa contratada pelo governo alegou ausência de profissionais capacitados como argumento para o atraso da elaboração dos projetos básicos.

A expansão do metrô prevê a inauguração de duas estações em Samambaia, duas em Ceilândia e uma na Asa Norte. Dos R$ 700 milhões orçados, R$ 630 milhões virão do PAC Mobilidade, do governo federal, e R$ 70 milhões serão a contrapartida do GDF. O diretor técnico do Metrô-DF, Luiz Gonzaga, explica que o atraso ocorreu porque se trata de um projeto de grande complexidade. ;A empresa contratada teve dificuldade em encontrar profissionais com a expertise necessária. Além disso, é preciso consultar uma lista extensa de órgãos, como Iphan, Ibram, Novacap, DER, e isso também demanda tempo;, explica. Segundo Gonzaga, a empresa contratada será multada por conta dos atrasos.

O Metrô apresentou o projeto das estações de Samambaia e, até o fim do mês, deve entregar os levantamentos relativos à expansão em Ceilândia e na Asa Norte. Só depois da aprovação dos projetos é que a Caixa Econômica Federal liberará os recursos. A expectativa do GDF é de que, em um prazo de 90 dias, os recursos estejam disponíveis.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação