Prestígio internacional

Prestígio internacional

postado em 24/01/2015 00:00

Ivan Guimarães Lins, nascido no bairro da Tijuca (Rio de Janeiro), em 16 de junho de 1945, filho de militar, ainda na infância se interessou pela música.Aos 18 anos, já tocando piano, começou a compor, influenciado pela bossa nova, jazz e soul. Artista ligado ao movimento estudantil e identificado com o ideário esquerdista, contraditoriamente foi tachado de ufanista, ao classificar-se em segundo lugar no 5; Festival Internacional da Canção, no fim da década de 1960, com O amor é meu país.

O reconhecimento do público veio em 1970, depois que Elis Regina gravou Madalena. Logo em seguida, contratado pelo selo Forma, da gravadora Philips (atual Universal Music), lançou os LPs Agora, Deixa o trem seguir e Quem sou eu?. Nesse período, tinha como parceiro Ronaldo Monteiro de Souza. Ao transferir-se para a RCA (hoje Sony Music) passou a compor com Vitor Martins. Ao longo da carreira de Ivan, são incontáveis os sucessos criados pelos dois.

Alguns dos mais importantes intérpretes da MPB têm em seu repertório canções de Ivan, entre eles, Elis Regina (Aos nossos filhos e Cartomante), Gal Costa (Roda baiana), Simone (Começar de novo), Emílio Santiago (Velas içadas) e Quarteto em Cy (Abre alas). A partir da segunda metade dos anos 1980, passou a ser gravado por astros da música internacional, como Quincy Jones, George Benson, Ella Fitzgeraldm Sarah Vaghan e Barbra Streisand.

Com 43 discos lançados, músicas inseridas em trilhas de novela e espetáculos de teatro, Ivan é um dos artistas brasileiros de maior prestígio e popularidade no exterior.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação