Contagem regressiva

Contagem regressiva

Queda do São Paulo na Libertadores não muda os planos de aposentadoria, jura Rogério Ceni: goleiro prevê 15 jogos antes do adeus, em agosto. Luis Fabiano chama torcedores de "idiotas" e troca farpas com Pato

postado em 15/05/2015 00:00
 (foto: Juan Mabromata/AFP-1/4/15)
(foto: Juan Mabromata/AFP-1/4/15)

A ala da torcida são-paulina que ainda mantinha esperança de ter Rogério Ceni por mais tempo no gol do São Paulo não ficará contente. O goleiro de 42 anos já postergou o fim da carreira algumas vezes, mas, eliminado pelo Cruzeiro nas oitavas de final da Copa Libertadores, agora se mostra disposto a não ampliar o acordo que vai até 6 de agosto. ;Há um contrato assinado. Sempre deixei todos à vontade sobre a renovação. Decidiram renovar até 6 de agosto, e assim será feito;, comentou, ontem, no desembarque do tricolor no Aeroporto de Congonhas.

Começa, agora, a contagem regressiva para o fim da carreira de Ceni. Até 6 de agosto, o São Paulo tem apenas mais 15 partidas oficiais, todas pelo Brasileirão. A Libertadores representava a última chance de troféu. ;É uma pena me despedir, era a última possibilidade de jogar uma final e ser campeão. Não merecia ser encerrado dessa maneira, tão cedo;, lamentou. O goleiro deve ser titular no domingo, diante da Ponte Preta, em Campinas.

A despedida do torneio continental, troféu que Ceni levou três vezes, não poderia ter sido mais dramática. Depois da derrota por 1 x 0 no tempo regulamentar, o goleiro abriu a disputa de pênaltis balançando a rede. Ainda defendeu as cobranças de Leandro Damião e Manoel, mas viu três de seus companheiros ;Souza, Luis Fabiano e Lucão ; errarem.

Político, o camisa 1 disse ter agradecido a todos no vestiário. A harmonia, porém, não é regra no elenco. Rusgas entre Luis Fabiano e Alexandre Pato vazaram para o público. O Fabuloso não gostou de uma declaração do colega, que disse que não aceitaria ser reserva e, em entrevista após a partida no Mineirão, externou a insatisfação. Na manhã de ontem, Pato respondeu: ;Nesse momento, temos de evitar polêmicas e não criticar os colegas. O mais importante agora é se unir;.

Cobrança
Foi agitado o retorno da delegação tricolor à capital paulista, na tarde de ontem. Os principais protestos sobraram para Luis Fabiano. ;Pipoca, vá embora do São Paulo, filho da p...;, gritaram vários torcedores. Cercado por seguranças do clube, o atacante chegou a parar, como se quisesse encará-los, mas seguiu andando. ;Tenho experiência suficiente para aguentar a pressão. Os idiotas que hoje me xingam amanhã vão comemorar meus gols;, disse, a dois passos do ônibus que transportou o grupo.

Tenho experiência suficiente para aguentar a pressão. Os idiotas que hoje me xingam amanhã vão comemorar meus gols;
Luis Fabiano, atacante do São Paulo



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação