Chapecó recebe os heróis

Chapecó recebe os heróis

Alan Ruschel e Rafael Henzel são os primeiros a voltar à cidade do oeste catarinense. Cirurgia de Follmann é um sucesso

postado em 14/12/2016 00:00
 (foto: Marcio Cunha/AFP )
(foto: Marcio Cunha/AFP )






Mais dois dos quatro sobreviventes brasileiros do acidente aéreo com o voo da Chapecoense estão de volta ao Brasil. Depois do goleiro Jackson Follmann, que chegou a São Paulo na madrugada de terça-feira, ontem foi a vez de o lateral Alan Ruschel e do jornalista Rafael Henzel desembarcarem na cidade de Chapecó (SC) acompanhados de suas esposas e do médico Carlos Mendonça, representante do clube catarinense, além de toda a equipe médica da Força Aérea Brasileira. O avião da FAB partiu de Medellín e fez escalas em Manaus e em Brasília antes de aterrissar no destino final: o aeroporto Serafin Enoss Bertaso. De lá, ambos foram levados para a Unimed. O zagueiro Neto segue na Colômbia. A previsão é de que retorno ao país amanhã.

A entrada Alan Ruschel e de Henzel no hospital foi marcado por muita emoção por parte dos familiares. Alguns cercaram as macas em que os dois eram transportados até os quartos. Eram saudados aos gritos de ;O Alan voltou; e de o ;Rafael voltou;. ;Eu estava desesperada, mas agora estou chorando de alegria;, disse Jussara, esposa de Rafael Henzel, ao SporTV. ;É uma alegria recebê-los. Eles são o símbolo da esperança da nossa cidade;, disse o prefeito em exercício de Chapecó, João da Rosa. Luciano Buligon está de férias.

Durante a viagem, Rafael Henzel fez um agradecimento à FAB. ;Deus é maravilhoso. Estamos voltando. Obrigado ao Ministério da Defesa, à Força Aérea Brasileira, ao Ministério da Saúde,Capitão Muccini e fisioterapeuta Deise que nos acompanham neste voo;, escreveu.

Na escala em Brasília, o médico Carlos Mendonça falou da recuperação de Alan Ruschel e de Rafael Henzel. ;Foi avaliada a melhora clínica deles, eles tinham um comprometimento bastante importante, tanto o Rafael como o Alan. O Rafael ainda está em tratamento de uma infecção pulmonar. O Alan, de uma infecção urinária. Mas estão equilibrados, do ponto de vista clínico eles estão bem;, avaliou.

O médico também falou sobre a situação do zagueiro Neto, que segue em recuperação na Colômbia. ;O Neto evoluiu bastante, está bem, está fora de aparelhos. Também está recuperando de uma pneumonia, está com um colega de Chapecó, o doutor Edson. Acredito que na quinta-feira ou na sexta-feira ele também possa vir ao Brasil. Ele tem uma fratura na quinta vértebra lombar, que está sendo avaliada, mas a princípio não vai passar por cirurgia;.

Follmann
O goleiro Jackson Follmann, da Chapecoense, que chegou na madrugada de ontem ao hospital Albert Einstein, em São Paulo, foi submetido a uma ;correção cirúrgica da fratura do processo odontóide (fixação da segunda vértebra cervical);. A cirurgia durou uma hora e meia e foi realizada com sucesso, segundo informaram os médicos José Roberto Pagura e Alexandre Sadao Iutaka.

Segundo o médico da equipe catarinense, Marcos André Sonagli, o atleta parecia aliviado quando o avião chegou a São Paulo. ;Ele não tinha expressão. A única coisa que vi foi ele soltando o ar. Ele estava segurando um pouco a respiração na hora do pouso e, quando o avião tocou o chão, ele soltou o ar. Então, sem dúvida, foi uma sensação de alívio;, contou. ;A partir do momento que a gente traz nossos quatro sobreviventes de volta, a gente pode comemorar. É o primeiro gol, espero que façamos o segundo, o terceiro e o quarto;, afirmou.


;Ele (Follmann) estava segurando um pouco a respiração na hora do pouso e, quando o avião tocou o chão, ele soltou o ar. Então, sem dúvida, foi uma sensação de alívio;

Marcos André Sonagli, médico



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação