Agora, sim, o adeus de Massa

Agora, sim, o adeus de Massa

postado em 13/11/2017 00:00
 (foto:  Nelson Almeida/AFP)
(foto: Nelson Almeida/AFP)

O pódio do GP do Brasil de Fórmula 1, na tarde de ontem, recebeu um intruso bem-vindo. Após a coroação de Sebastian Vettel como vencedor, Felipe Massa roubou a cena em uma cerimônia fora do protocolo. O piloto chorou após a chegada do filho, Felipinho, e do amigo Rubens Barrichello, que correu na categoria por 18 anos.


;Eu amo vocês, vou sentir muita falta disso;, declarou o brasileiro à torcida. ;A emoção que senti hoje foi imensa, que nem no ano passado, tudo por causa de vocês.; O piloto de 36 anos ainda não decidiu o futuro. Ele pretende correr na Fórmula E, categoria exclusiva de carros elétricos.


Massa terminou a prova em sétimo lugar e exaltou a posição ;como uma vitória;, em razão das limitações da Williams na temporada. Ele largou da nona posição. ;Tive vitórias que não foram tão difíceis quanto esta corrida. Tirei o máximo do carro;, avaliou.


A boa prova em Interlagos foi reconhecida pelo filho de Massa. Em uma homenagem da Williams ao piloto, Felipinho, 7 anos, mandou uma mensagem ao pai via rádio. ;Estou muito orgulhoso de você. Apoiarei você para onde você for, eu te amo;, disse o menino, em inglês e português.


Após a bandeirada final, Massa completou mais uma volta no traçado carregando uma bandeira verde. Na chegada aos boxes, foi recebido com aplausos por integrantes de outras equipes, em situação semelhante, mas mais contida que a do ano passado, quando fez sua primeira despedida ; na ocasião, desistiu do adeus à F-1 ao ser convidado para competir por mais um ano.


Além da vitória de Vettel e da homenagem a Massa, a prova foi marcada pelo brilho de Lewis Hamilton, que largou dos boxes, chegou a liderar parte da prova e conseguiu finalizá-la em quarto lugar. O holandês Max Verstappen, que terminou em quinto, quebrou o recorde de volta mais rápida do circuito. Ele anotou 1min11s044, superando a marca cravada por Juan Pablo Montoya em 2014.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação