Uma dúvida por lado

Uma dúvida por lado

Arquirrivais chegam à finalíssima com mistérios no time. Enquanto Marcelo Oliveira ainda não disse quem vai escalar na lateral direita, Levir Culpi vive indefinição tática: Galo pode jogar com um ou dois volantes

Paulo Galvão Roger Dias
postado em 26/11/2014 00:00
 (foto: Washington Alves/Reutes - 24/7/14)
(foto: Washington Alves/Reutes - 24/7/14)


Belo Horizonte ; Na véspera do maior Cruzeiro x Atlético-MG, os treinadores escolheram o mistério, fechando o último treino. Marcelo Oliveira e Levir Culpi têm dúvidas em ao menos uma posição para a partida de hoje, mas evitaram dar dicas ao adversário.
No lado celeste, o maior mistério está na lateral direita. Mayke, com um edema na coxa, não se concentrou com os outros jogadores, mas fez tratamento em três turnos e ainda pode aparecer ao menos no banco. Reserva direto dele, Ceará tinha retorno marcado apenas para 2015, mas viu seu nome ser relacionado por Marcelo Oliveira na noite de ontem. O mais provável, porém, é que nenhum tenha condições de jogar. Nesse caso, a vaga seria ocupada por um entre Henrique, Willian Farias, Eurico ou Léo.

Durante o treino, o técnico não acabou com o mistério. A imprensa só pôde entrar na Toca da Raposa 2 depois de 25 minutos de atividade. Acompanhou apenas o treino técnico de parte do elenco e a atividade de finalização de outros jogadores. Enquanto Lucas Silva, Egídio, Nilton e Marcelo Moreno afiaram a pontaria, os demais participaram de um jogo em metade do campo, à exceção de Bruno Rodrigo, Everton Ribeiro, Willian e Ricardo Goulart, poupados.

No treino fechado de Levir Culpi, a dúvida que ficou no ar está na formação tática. Se o técnico mantiver o esquema do primeiro jogo, Rafael Carioca assume a vaga de Josué, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Se optar pela ofensividade, assim como fez no último clássico do Brasileirão, a tendência é que Maicosuel entre na ponta esquerda, liberando Luan para atuar mais centralizado.

Maicosuel, por sinal, é uma das três novidades na lista de jogadores relacionados pelo Atlético-MG. Também foram para o Mineirão o zagueiro Réver e o meia-atacante Guilherme, recuperados de lesão. O trio voltou a treinar com o grupo no começo da semana, mas, por causa da falta de ritmo de jogo, ficará no banco de reservas.

CRUZEIRO X ATLÉTICO-MG

Ricardo Goulart
Superada a má fase de setembro, o camisa 28 do Cruzeiro foi decisivo nas três últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, com um gol por jogo.
34 gols em 2014

Luan
O baixinho, principal jogador do Atlético-MG nesta Copa do Brasil, fez gol de cabeça no jogo de ida da final e chegou a cinco na competição.
10 gols em 2014

22h

Mineirão
Belo Horizonte (MG)

Transmissão
ESPN Brasil, Fox Sports, Globo e SporTV

Copa do Brasil
Final ; Jogo de volta

CRUZEIRO (4-2-3-1)
Fábio; Henrique, Léo, Bruno Rodrigo e Egídio; Lucas Silva e Nilton (Willian Farias); Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Willian; Marcelo Moreno
Técnico: Marcelo Oliveira

ATLÉTICO (4-2-3-1)
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete e Rafael Carioca; Diego Tardelli, Dátolo e Luan; Carlos
Técnico: Levir Culpi

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)


Times vão trocar
de patrocinador


Depois de quatro anos, Atlético-MG e Cruzeiro vão mudar patrocinador máster para a próxima temporada, rompendo a parceria com o banco BMG. O diretor comercial do Cruzeiro, Robson Pires, disse que o clube celeste negocia com outras três empresas. Uma delas é a Caixa, que atualmente apoia sete times da primeira divisão. O Galo comemorou a valorização da marca nos últimos anos. ;Temos possibilidades de negociar com qualquer empresa;, apontou Daniel Nepomuceno, presidente eleito do alvinegro para 2015.

Galo pede multa milionária a rival

O Atlético-MG pediu ao STJD que o Cruzeiro pague R$ 500 por cada ingresso não repassado ao clube alvinegro para a decisão da Copa do Brasil. Diante da diferença de
4.404 bilhetes aos quais considera ter direito, o alvinegro espera condenação que obrigue a equipe celeste a pagar
R$ 2,2 milhões de multa. Além disso, segundo o Código Brasileiro de Justiça Desportiva, o Cruzeiro pode pagar de
R$ 100 a R$ 100 mil por descumprir ordem do STJD.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação