O divino e a comédia

O divino e a comédia

Com menos jogos no novo Palestra Itália do que o ídolo Ademir da Guia, de 72 anos, meia Valdivia empata com o maior camisa 10 da história do clube na média de gols marcados. Chileno pode "estrear" no sábado

postado em 31/03/2015 00:00
 (foto: Palmeiras FC/Divulgação)
(foto: Palmeiras FC/Divulgação)

Valdivia virou definitivamente motivo de piada no Palmeiras. Com apenas uma exibição no Allianz Parque, o meia chileno é comparado ao maior camisa 10 da história do Palmeiras. Não é por causa do jogo bonito, da elegância no gramado, do carisma ou da coleção de título. Muito menos pelo salário ; o mais alto do elenco. O motivo chega a ser bizarro. Acredite se quiser: o mago tem menos jogos na nova casa alviverde do que o Divino. No retrospecto com a camisa do clube, Valdivia tem números de ;aposentado;. Ademir da Guia fez 154 gols em 903 exibições ; média de 0,17. Valdivia contabiliza 41 gols em 231 partidas, ou seja, média idêntica à do Divino: 0,17.

No último sábado, o ídolo de 72 anos participou da festa de despedida do meia Alex e fez até gol. Enquanto isso, Valdivia fazia turismo na Europa com a delegação do Chile. Lesionado, não enfrentou o Irã e muito menos o Brasil no amistoso em Londres. A única atuação de Valdivia no remodelado Palestra Itália foi em 7 de dezembro do ano passado, contra o Atlético-PR, pela última rodada da Série A do Brasileirão. Aposentado desde 1977, Ademir da Guia entrou em campo no Allianz Parque em outubro, quando foi homenageado. Bateu um pênalti na trave e depois fez um gol. No sábado, voltou a balançar a rede. Depois da partida, entrou no clima da brincadeira com Valdivia.

;Estou treinando, estou aí para fazer contrato;, riu o ex-meia em entrevista à Gazeta Esportiva, sem nenhuma contestação por seu desempenho de 1962 e 1977 com a camisa 10 ; atualmente de Valdivia. ;Disseram que o técnico Oswaldo de Oliveira estaria no estádio para a despedida do Alex, mas não o vi;, disse, ignorando a lesão do chileno. ;Ele está contundido na virilha? Não sei, sei que tem um problema muscular;, comentou. Valdivia tenta curar uma lesão na coxa esquerda desde novembro. ;Eu já bati bola na trave, marquei gols, só não driblei ainda. Está faltando isso. Mas estou treinando para bater pênalti e não perder mais, como em 2014. E também quero bater falta. Estou com sorte em 2015;, tirou onda Ademir da Guia.

Tendência

Existe a expectativa de que Valdivia, enfim, atue em 2015 diante do Mogi Mirim, no sábado, no Allianz Parque que Ademir da Guia conhece tão bem. É o que um dos maiores nomes da história alviverde deseja. ;Precisamos do Valdivia. Tomara que ele volte;, afirmou Ademir da Guia, feliz por saber que a recém-plantada grama teve o privilégio de ter seu futebol, mesmo aposentado.


Ademir da Guia no Palmeiras
Jogos: 903
Gols: 154
Média: 0,17
Exibições no novo Palestra: 2
Gols: 2
Títulos
5 Campeonatos Paulistas: 1963, 1966, 1972, 1974 e 1976
1 Torneio Rio-São Paulo: 1965
1 Campeonato Brasileiro (Robertão): 1967 (Torneio Roberto Gomes Pedrosa)
4 Taças Brasil: 1967, 1969, 1972 e 1973



Valdivia no Palmeiras
Jogos: 231
Gols: 41
Média: 0,17
Exibições no novo Palestra: 1
Gol: 0
Títulos
1 Campeonato Paulista (2008)
1 Campeonato Brasileiro Série B (2013)
1 Copa do Brasil (2012)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação