Chile dá chocolate

Chile dá chocolate

postado em 20/06/2015 00:00


O Chile encerrou a primeira fase com atuação de gala. Na terceira e última rodada do Grupo A, os anfitriões da Copa América golearam a Bolívia por 5 x 0 no Estádio Nacional, em Santiago, e avançaram ao mata-mata invictos. Os gols da partida foram marcados pelo colorado Aránguiz (dois), por Alexis Sánchez, Medel e contra pelo zagueiro Raldés.

Com a vitória, o Chile foi a sete pontos na tabela e, como líder disparado do Grupo A, enfrentará o melhor terceiro colocado nas quartas de final. A Bolívia, por sua vez, se manteve na segunda posição, com quatro pontos, e encara o vice-líder do Grupo C, no qual está o Brasil, na próxima fase.

Os donos da casa chegam ao mata-mata invictos, após triunfo por 2 x 0 sobre o Equador na estreia e empate por 3 x 3 com o México em seguida. Os bolivianos, por sua vez, empataram sem gols com a seleção norte-americana na primeira rodada e superaram os equatorianos por 3 x 2 na segunda.

A seleção anfitriã foi para a partida de ontem com o melhor que tinha à disposição, incluindo o meio-campista Arturo Vidal, que se envolveu em polêmica após acidente automobilístico durante a semana.

Esperança

Para os equatorianos, segue vivo o sonho da classificação às quartas de final. A seleção sul-americana conquistou a vitória sobre o México no Estádio El Teniente, em Rancágua (Chile), por 2 x 1, e chegou aos três primeiros pontos na competição.

Agora, o Equador espera pela definição dos outros três grupos até amanhã para saber se conseguirá fisgar uma vaga como um dos dois melhores terceiros colocados. Já o México, com seu time B, segue com dois pontos e se despede da competição.

Principais esperanças de gols dos equatorianos, Miler Bolaños e Enner Valencia marcaram para a seleção. Jimenez, de pênalti, descontou. Os mexicanos agora voltam a concentrar forças na preparação para a disputa da Copa Ouro, da Concacaf, em julho.

CHILE 5 X 0 BOLÍVIA

CHILE
Bravo; Isla, Medel, Jara (Pizarro) e Beausejour; Díaz, Aránguiz, Vidal (Mati Fernández) e Valdivia; Vargas e Alexis Sánchez (Henríquez)
Técnico: Jorge Sampaoli

BOLÍVIA
Quiñonez; Rodríguez (Bejarano), Raldés, Coimbra e Morales; Veizaga (Miranda), Chumacero, Smedberg e Escobar (Lizio); Pedriel e Moreno
Técnico: Mauricio Soria

Gols: Aránguiz, aos 3, e Sánchez, aos 36 minutos do primeiro tempo; Aránguiz, aos 20, Medel, aos 34, e Raldés (contra), aos 41 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Coimbra, Morales e Chumacero
Público e renda: não divulgados
Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai)



MÉXICO 1 x 2 EQUADOR

MÉXICO
José Corona; Flores, Ayala, Domínguez, Valenzuela e Velarde (Aquino); Guemez (Fabián), Medina e Jesús Corona (Herrera); Vuoso e Jiménez
Técnico: Miguel Herrera

EQUADOR
Dominguez; Paredes, Achillier, Mina e Ayoví; Lastra, Noboa, Montero (Fidel Martínez) e Ibarra (Cazares); Bolaños e Valencia
Técnico: Gustavo Quinteros

Gols: Bolaños, aos 25 minutos do primeiro tempo; Valencia, aos 12, e Jiménez, aos 18 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Ayala, Fabián, Herrera, Bolaños, Ibarra e Lastra
Público e renda: não divulgados
Árbitro: José Argote (Venezuela)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação