Sintonia com a educação

Sintonia com a educação

A 32ª Feira do Livro de Brasília será realizada 1º e 10 de julho, no Pavilhão do Parque da Cidade, com o tema Meu mestre, meu livro

Vanessa Aquino
postado em 27/04/2016 00:00
 (foto: Paulo de Araújo/CB/D.A Press - 16/11/11)
(foto: Paulo de Araújo/CB/D.A Press - 16/11/11)



A próxima edição da Feira do Livro de Brasília já tem data para ocorrer. Com o tema Meu mestre, meu livro, o evento será realizado de 1 a 10 de julho, no Pavilhão do Parque da Cidade e terá como tônica a valorização do professor e da educação. De acordo com o coordenador do evento, Marcos Linhares, a próxima edição da Feira ;trará a simbiose necessária entre os professores e a leitura numa perspectiva da ambiguidade entre o mestre/professor, o mestre/livro, e a leitura como processo de decodificação das experiências da vida;.

A Feira do Livro de Brasília é a segunda mais antiga do país (a primeira é a de Porto Alegre) e os organizadores prometem novidades como atividades focadas no ;protagonismo dos professores e diretores de escola nos processos de leitura. Desta vez, teremos muitos mestres lançando livros, se atualizando e discutindo formas criativas de trabalhar o livro em sala de aula;, como explica o presidente da Câmara do Livro de Brasília, Ivan Valério.

;Deixaremos um legado para a cidade, com oficinas para pais e crianças, melhorando e ampliando os processos de mediação de leitura. Também teremos autores visitando escolas, encontros nacionais de escritores e de blogueiros literários, e, ainda, alas temáticas: Ala da Fé (com editores, livreiros e autores de diversas crenças como católicos, evangélicos, espíritas, entre outros; Ala Gastronômica; Ala da Música; Ala da Saúde, Ala da Economia e Ala Infantil;, adianta o presidente do Sindicato dos Escritores do DF e coordenador da Feira do Livro, Marcos Linhares.

Homenagens
O professor e escritor português José Pacheco, criador da Escola da Ponte, será o homenageado internacional. A professora e escritora Esther Grossi será a homenageada nacional. O escritor e presidente do Instituto Histórico Geográfico do DF, Affonso Heliodoro dos Santos, será o homenageado local. Também haverá homenagem a editor e livreira do DF, representados por Victor Alegria (Thesaurus) e Iris Borges (Arco-Iris livraria), respectivamente.

Entre os autores confirmados na programação, até o momento, estão Carlos Nejar, Antônio Carlos Secchin ; ambos da Academia Brasileira de Letras ;, Frederico Barbosa, Joaquim Maria Botelho, Felipe Fortuna, Lair França, Cinthia Kriemler, Ana Rubi, Cristiane Sobral, Nena Medeiros, Jéssica Prego, Alessandro Mendonça, Flávio Vieira, Onã Silva, Verônica Saiki e Daniel Barros. O escritor e jornalista Vicente Vilardaga, autor do livro À queima-roupa: o caso Pimenta Neves, participará de uma mesa que discutirá crime e educação.

Novidades
Linhares adianta que o público vai se deparar com algumas novidades. Uma delas é o Mural das recordações, espaço onde o visitante da Feira poderá deixar mensagens para os mestres que os marcaram. Em um dado momento, o evento promoverá o encontro desses mestres com os antigos alunos. ;Alguns escritores estão até querendo escrever crônicas com base nesses encontros. Na nossa relação de leitura, existe a figura do professor ou da professora que marcou. O educador é um grande mediador;, diz.

Os encontros de jovens escritores e de blogueiros literários também estão entre as novidades da Feira do Livro deste ano. Em 2 e 3 de julho, cerca de 40 escritores jovens, de 8 a 30 anos, trocarão experiências, autógrafos e oficinas. E, no período de 9 a 10 de julho, blogueiros literários conversarão sobre os desafios para fazer um bom blog de literatura.



32; Feira do Livro de Brasília
De 1 a 10 de julho. Pavilhão do Parque da Cidade. Entrada Franca. Classificação indicativa livre.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação