Concessões e PPPs

Concessões e PPPs

postado em 01/06/2017 00:00
A crise fiscal na economia brasileira reduziu a capacidade de investimentos em infraestrutura com recursos públicos. O segmento da construção entende que uma saída para a recuperação econômica do país, com rápida resposta na geração de emprego e renda, além de reflexos nas economias locais, será a implementação de projetos em parceria com as empresas privadas nas modalidades de concessões e Parcerias Público-Privadas (PPPs).

O coordenador do grupo de Trabalho Concessões e Parcerias Público-Privadas da Caixa, André Araújo, disse que o mercado de PPPs no âmbito municipal cresce a cada dia. Segundo ele, até o fim de 2018, mais de 600 contratos terão potencial de serem assinados. A Caixa verificou que os governos já estão mudando a forma para contratos de longo prazo para concessões e PPPs. Já são, segundo o executivo da Caixa, 101 contratos assinados, o que corresponde a R$ 160 bilhões, além de 600 contratos de projetos em fase de desenvolvimento.

;A cada dia, recebemos mais pedidos. Hoje, 90% desses projetos estão sendo desenvolvidos no nível subnacional. Há um nicho de mercado que pode ser aproveitado pelo setor da construção nas áreas de saneamento, iluminação pública e resíduos sólidos;, explicou o representante da Caixa, acrescentando que o limitador das parcerias ainda é a insegurança jurídica.





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação