Clássico em fartas porções

Clássico em fartas porções

postado em 18/08/2017 00:00
 (foto: Telmo Ximenes/Divulgação)
(foto: Telmo Ximenes/Divulgação)

Nem todo prato ;exagerado; precisa conter ingredientes que sigam modismos ou itens extremamente calóricos, embora a maioria seja assim. A culinária espanhola está aí para comprovar. O hábito de ;tapear; à vontade, ou beliscar, não combina com parcimônia.

Esse modo de degustar é uma das razões de existir do Jamón Jamón, de Simone Garcia. A satisfação da chef é ver os fregueses se esbaldarem com receitas no qual o sabor genuíno dos ingredientes deve aparecer. Como na bem servida paella marinera com frutos do mar, disponível no almoço de sexta e de sábado, a R$ 60 para uma pessoa ou R$ 110 para duas.

A receita clássica vem em panela própria, o que a mantém aquecida até a última garfada. ;A cozinha espanhola preza pelo bom ingrediente;, conta Simone, que ganhou novos sócios no mês passado. Andrei Prates, Guilherme de Sordi, Rodrigo Melo e Tarso Frota dão novo fôlego ao restaurante.

Um drinque de responsa
Injusto é chamar as imensas Caipiras de 4 do Primeiro Bar de ;caipirinha;. De diminutas, as bebidas não têm absolutamente nada. Criado para ser dividido entre quatro pessoas, o drinque gigante ressurge em vários sabores, a maioria com pegada refrescante.

O fio-terra combina mexerica e pimenta dedo-de-moça, enquanto a de vinho do Porto com morangos foi batizada de português sem-vergonha. As duas saem a R$ 49,90, se elaboradas com vodca e cachaça nacional ou saquê, e R$ 64,90, com vodca importada.

A menina dos olhos do barman Carlos Joel é a chupa que é de uva (R$ 59,90 ou R$ 69,90) ;Pudera ; tem visual impactante, brinca com texturas e agrega novos elementos à coquetelaria. ;Uso 200g de uvas itália e niágara, 10 folhas de manjericão, 4 picolés de limão e 200ml de bebida;, ensina Joel.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação