Um tributo ao Dire Straits

Um tributo ao Dire Straits

Time de peso da música se reúne para tocar clássicos da banda que marcou época e se apresenta neste domingo no Ginásio Nilson Nelson

Alexandre de Paula Especial para o Correio
postado em 19/01/2018 00:00
 (foto: DSL/Reprodução/22/5/14)
(foto: DSL/Reprodução/22/5/14)





Apesar de ser mais um grupo de tributo do que propriamente uma nova formação, o Dire Straits Legacy reuniu um time de craques da música internacional para relembrar clássicos da banda britânica liderada por Mark Knopfler a partir de 1977 até os anos 1980.

Com sucessos como Money for nothing e Sultans of swing, o grupo marcou toda uma geração e permaneceu fazendo sucesso mesmo depois do fim. Para se ter uma ideia da dimensão do Dire Straits, os álbuns da banda chegaram à marca de mais de 100 milhões de cópias vendidas.

O Dire Straits Legacy juntou Alan Clark (tecladista do grupo original) a nomes como Phil Palmer (ex-guitarrista de Eric Clapton), Danny Cummings (bateria), Mel Collins (sax), Trevor Horn (baixo), Steve Ferrone (bateria), Marco Caviglia (voz e guitarra) e Primiano Dibiase (teclados).

;O gênio musical Mark Knopfler prefere deixar as músicas do Dire Straits de lado e tocar as canções mais recentes de sua carreira solo. Nós respeitamos isso, mas o fato é: o mundo perde Dire Straits!”, observa o guitarrista Phil Palmer, em texto de apresentação do projeto.

A ideia, explica o guitarrista, é dar chance ao público de ter a oportunidade de ver ainda um show do Dire Straits. ;O Dire Straits Legacy nasceu do amor e paixão pela música de Dire Straits, e a missão é trazer essa música para fãs que ficaram famintos de ouvi-la ao vivo por muito tempo;, explica.

Serviço
Dire Straits Legacy
Ginásio Nilson Nelson (Eixo Monumental). Domingo, às 20h (abertura dos portões às 18h). Ingressos a partir de R$ 70 (valor referente a meia-entrada). Os 200 primeiros assinantes do Correio têm 60% de desconto na inteira. Não recomendado para menores de 18 anos.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação