Eliana Pedrosa promete estádios

Eliana Pedrosa promete estádios

Candidata do Pros ao Palácio do Buriti planeja construir mais duas arenas no Distrito Federal caso seja eleita. Segundo ela, as estruturas %u201Cnão serão monumentos%u201D como o biloinário Mané Garrincha, mas construções pequenas

» ANA VIRIATO
postado em 14/09/2018 00:00
Apesar de o Executivo local desembolsar, mensalmente, R$ 700 mil com o Estádio Nacional Mané Garrincha e de o Distrito Federal contar com mais 11 estádios de pequeno a médio portes, a candidata ao Palácio do Buriti Eliana Pedrosa (Pros) planeja construir mais duas arenas esportivas, se eleita, em Santa Maria e no Recanto das Emas. A ex-distrital lidera pesquisa encomendada pelo Correio, publicada nesta semana, com 19,1% das intenções de voto.

O projeto consta no plano de governo da postulante ao GDF, registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ela comentou a proposta em entrevista à Rede Globo, ontem. À candidata, o apresentador perguntou se ;está faltando estádio em Brasília;. A princípio, Pedrosa desconversou e frisou outros planejamentos. Mas, ao fim da fala, explicou a ideia: ;Não serão monumentos como esse (Mané Garrincha), mas um estádio pequeno, para que os jovens e aqueles que querem praticar esportes possam fazê-lo;. Em relação à origem da verba, a ex-distrital mencionou que o GDF destina, anualmente, R$ 1,7 bilhão a investimentos. Contudo, não especificou quanto as arenas custariam.

Arrecadação
Sobre o estádio mais caro da Copa do Mundo de 2014, ao custo de R$ 1,6 bilhão, a concorrente do Pros disse que manterá os planos da atual gestão. ;Vamos continuar o caminho de fazer uma concessão. Levá-lo a quem tem expertise para que deixe de ser despesa e passe a ser receita para o DF;, adiantou.

De acordo com a Terracap, que administra o Mané Garrincha, apesar de consumir cerca de R$ 700 mil por mês, referentes a despesas com energia, limpeza, manutenção e outros serviços, a arrecadação foi de R$ 760.593,97 em todo o ano de 2017. Ou seja, em pouco mais de um mês, a arena gasta tudo o que recebeu no ano passado. O estádio está no centro da Operação Panatenaico, que resultou na denúncia contra 12 pessoas por crimes de corrupção passiva, organização criminosa, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e fraude à licitação.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação