"Como ousam?", diz Greta aos líderes

"Como ousam?", diz Greta aos líderes

Ativista sueca que mobiliza jovens de todo o mundo na luta em defesa do meio ambiente faz duras críticas aos participantes da Cúpula da ONU e cobra ações contra mudança climática

postado em 24/09/2019 00:00
 (foto: Stephanie Keith/AFP
)
(foto: Stephanie Keith/AFP )


A adolescente sueca Greta Thunberg, de 16 anos, fez, na manhã de ontem, um contundente discurso cobrando líderes mundiais a agirem contra as mudanças climáticas. ;Como vocês ousam?;, perguntou várias vezes, sobre a inação dos países em reduzir suas emissões de gases de efeito estufa, durante a abertura da Cúpula do Clima da ONU, em Nova York. ;Isso tudo está errado, eu não deveria estar aqui, eu deveria estar na escola do outro lado do oceano. Como vocês ousam? Vocês roubaram os meus sonhos e minha infância com palavras vazias;, disse.

;Pessoas estão sofrendo, morrendo, ecossistemas inteiros estão entrando em colapso, temos extinções em massa. E vocês vêm aqui falar de contos de fada de dinheiro e crescimento econômico?;, continuou a jovem ativista, que se transformou em uma das principais vozes no mundo a pedir ações contra as mudanças climáticas.

Greta começou em agosto do ano passado um movimento silencioso, faltando às aulas às sextas-feiras para pedir ao governo sueco ações mais efetivas. Seus atos influenciaram jovens em todo o mundo, que engrossaram as ;Fridays for Future;. Na última sexta-feira, eles tomaram as ruas em todo o mundo, em um protesto que se acredita ter atraído 4 milhões de pessoas. Greta, já em Nova York, foi um dos destaques da marcha na cidade, que reuniu 250 mil pessoas, segundo os organizadores.

;Por mais de 30 anos, a ciência tem sido muito clara. E como vocês ousam não olhar, vir aqui e dizer que estão fazendo o suficiente?;, declarou na cúpula da ONU. ;Se vocês escolherem falhar, nós nunca perdoaremos vocês. Nós não vamos deixar vocês escaparem disso. Aqui e agora é quando nós riscamos a linha. O mundo está acordando e a mudança está chegando, gostem vocês ou não;, continuou Greta.

Infância
Dezesseis jovens, incluindo Greta Thunberg, anunciaram ontem uma nova ofensiva, desta vez no campo legal, ao denunciar a inação de líderes mundiais como uma violação da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança.

Embora representantes dos países denunciados, entre eles o Brasil, tenham assinado esta convenção há 30 anos, comprometendo-se a proteger a saúde e os direitos das crianças, eles ;não cumpriram suas promessas;, declarou a sueca.

Quase todos os países, com exceção dos Estados Unidos, ratificaram essa convenção para proteger a saúde e os direitos das crianças. Mas ;violaram todos nós e negaram nossos direitos. Nosso futuro está sendo destruído;, acrescentou Alexandria Villasenor, apelidada de a ;Greta Thunberg americana;.

Na prática, a denúncia sem precedentes de jovens com idades entre oito e 17 anos dirige-se a cinco países poluentes: Brasil, França, Alemanha, Argentina e Turquia. Os jovens são de 12 países diferentes e contam com a ajuda do escritório internacional de advocacia Hausfeld e o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

A denúncia se refere a um ;protocolo opcional; pouco conhecido da convenção: desde 2014, este autoriza as crianças a apresentarem queixas perante o Comitê de Direitos das Crianças da ONU, se considerarem que seus direitos foram violados.

;Como vocês ousam? Vocês roubaram os meus sonhos e minha infância com palavras vazias. Se vocês escolherem falhar, nós nunca perdoaremos vocês;
Greta Thunberg ativista sueca

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação