Viola, meu amor

Viola, meu amor

Guilherme Abarno*
postado em 24/08/2018 00:00
 (foto: Ricardo Labastier/Divulgação - 31/12/00 )
(foto: Ricardo Labastier/Divulgação - 31/12/00 )
O Teatro da Caixa será o palco do espetáculo cênico-visual O violeiro, do artista mineiro radicado em Brasília Roberto Corrêa. O projeto marca uma nova fase dedicada integralmente à sua arte, com muitos elementos da arte caipira, após concluir doutorado e o período de ensino na Escola de Música de Brasília.

No espetáculo, a cultura caipira será celebrada na narrativa com texto e música, a história de um violeiro brasileiro, retratando o início de sua carreira artística, as crenças, os amores, os sentimentos, até sua velhice. ;É uma viagem poética pela história da viola caipira. Um Brasil que muito brasileiro não conhece;, contou o violeiro.

Com repertório de composições instrumentais e cantadas pelo violeiro Roberto Corrêa, clássicos caipiras, composição com Clodo Ferreira e também parcerias com precursores de cultura na capital, como Climério Ferreira, Túlio Borges, Siba e Néviton Ferreia.

Além de convidados que farão parte da narrativa do espetáculo, como Badia Medeiros, mestre da viola e guia de folia, Hérik Sousa, parceiro de dupla caipira de Corrêa e o grupo de catira. A direção musical de O violeiro é de João Antônio e a produção de Juliana Saenger.

* Estagiário sob a supervisão de Vinicius Nader

Serviço

O violeiro
Teatro da Caixa (SBS Quadra 4 Lotes 3/4; 3206-6456). Hoje e amanhã, às 20h, e domingo, às 19h. Entrada: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Assinantes do Correio pagam meia. Classificação indicativa livre.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação