CURTAS

CURTAS

postado em 02/07/2014 00:00
 (foto: Murad Sezer/Reuters - 30/3/14)
(foto: Murad Sezer/Reuters - 30/3/14)


; NIGÉRIA
EXPLOSÃO DE
CAMINHÃO
MATA 56

Um atentado com caminhão-bomba deixou 56 mortos ontem em Maiduguri, no nordeste da Nigéria, área que vem sendo frequente alvo das ações do grupo islâmico radical Boko Haram. A explosão ocorreu em um área movimentada, próxima ao popular Mercado de Segunda-feira, criando ;uma grande bola de fogo;. Idosas que vendiam amendoins e nozes nas proximidades estavam entre as vítimas, assim como as meninos de rua. ;Foi um espetáculo sangrento quando chegamos lá. Muitas pessoas estavam em chamas;, declarou uma testemunha. Ao mesmo tempo, o Exército afirmou ter prendido vários suspeitos de conexão com o Boko Haram e o sequestro de mais de 200 estudantes em abril.

; TURQUIA
ERDOGAN VAI
CONCORRER À
PRESIDÊNCIA



O primeiro-ministro da Turquia, o islamita conservador Recep Tayyip Erdogan (foto), que dirige o país há 11 anos, entrou oficialmente ontem na corrida presidencial, que será disputada pela primeira vez por sufrágio universal direto. A decisão foi anunciada por Mehmet Ali Sahin, vice-presidente do Partido Governamental da Justiça e Desenvolvimento (AKP), e recebida com euforia durante a reunião dos dirigentes da agremiação. A vitória de Erdogan nas eleições, marcadas para ocorrer entre 10 e 24 de agosto, é tida como certa. Se confirmada a vitória, o premiê turco se tornará o dirigente que permanecerá mais tempo no poder desde Mustafá Kemal Atatürk, fundador da República da Turquia, em 1923. Depois de vários meses de suspense, a entrada de Erdogan na disputa parecia indubitável desde a arrasadora vitória do AKP nas eleições de 30 de março passado, apesar dos escândalos de corrupção e das manifestações contra seu regime.


; ÁFRICA
OMS: 759 CASOS
DE EBOLA JÁ
REGISTRADOS

A epidemia de Ebola na África Ocidental já deixou 467, de acordo com levantamento divulgado ontem pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo o novo balanço, 759 supostos casos foram registrados em Guiné, Libéria e Serra Leoa. Diante da gravidade da situação, a OMS convocou uma reunião de emergência para hoje e amanhã em Gana, que contará com a participação dos ministros da Saúde de 11 países, além de vários sócios da organização mundial que lutam contra o Ebola. Na sexta-feira passada, a OMS já tinha advertido para o risco de propagação da doença para os países vizinhos às nações afetadas, apesar de considerar contraproducentes as restrições de deslocamento. Na maioria dos casos registrados, o vírus é transmitido por contato nos serviços médicos, e também nos funerais, pois o vírus se mantém presente nos cadáveres.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação