Verdão ri por último

Verdão ri por último

Antes nem sequer cogitado como possível destino do atacante Dudu, o Palmeiras dá bolo em São Paulo e Corinthians e contrata o ex-gremista. Valdivia aproveita para provocar os grandes rivais

postado em 12/01/2015 00:00
 (foto: Edison Vara/Reuters - 1/5/14)
(foto: Edison Vara/Reuters - 1/5/14)


O Palmeiras deu um significativo sinal de força, ontem, ao acertar a contratação do atacante Dudu, que teve boas atuações pelo Grêmio no Brasileirão. O jogador era pretendido por ninguém menos que os dois grandes rivais do alviverde, Corinthians e São Paulo, mas, quieto e de forma surpreendente, o Verdão foi quem se deu melhor na disputa. O valor do negócio não foi divulgado, mas gira em torno de R$ 20 milhões por 100% dos direitos do atleta, sendo metade paga no ato da compra.

O acerto foi confirmado por meio de uma nota no site oficial do clube, na manhã de ontem. Dudu deve fazer exames médicos, hoje, antes de assinar o contrato. Após ganhar projeção nas categorias de base do Cruzeiro, ele deixou o Brasil ainda aos 17 anos, rumo à Ucrânia, contratado pelo Dinamo de Kiev, por 5 milhões de euros. Apesar de boas atuações no Leste Europeu, o atacante não suportou o clima e a distância da família, e foi repatriado pelo Grêmio no início de 2014.

No Sul, o jogador teve boas atuações, formando dupla de ataque com Barcos. A velocidade, os dribles plásticos e o bom chute chamaram a atenção de outros clubes brasileiros. O assédio tanto de Corinthians quanto de São Paulo foi grande, mas nenhum dos dois chegou ao acordo final. A proposta do Timão não teria agradado ao Dínamo. Já o tricolor paulista afirmou, em nota, que não aceitou a pedida salarial de Dudu, de R$ 400 mil mensais.

Grandeza

Para Alexandre Mattos, novo diretor de futebol do clube alviverde (ex-Cruzeiro), a chegada do jogador ao Palestra Itália tem um significado especial. ;Se alguém não sabia o que é Palmeiras, agora sabe. O projeto do elenco está acima, mas isso é um recado a quem, um dia, pensou em não respeitar o clube;, provocou.

Na primeira gestão de Paulo Nobre, com José Carlos Brunoro como homem forte do futebol, o clube se acostumou a perder jogadores importantes, como o centroavante Alan Kardec, que acertou com o São Paulo de forma polêmica após uma arrastada e infrutífera negociação com o Palmeiras.

De acordo com Mattos, embora tenha significado especial, a chegada de Dudu não foi motivada pela concorrência com os rivais. ;Ele não veio para dar respostas a outros clubes, mas sim por ser um bom jogador, em uma posição que a gente precisava;, justificou.

Pela conta no Instagram, Dudu comemorou o fim da novela e o acerto com o Palmeiras: "Verdão, agora sim. Vou honrar a camisa, presidente;, mandou o recado, ao lado de uma imagem do escudo do time do Palestra Itália.

Na web

A inesperada contratação de Dudu teve repercussão. O meia Valdivia, do Palmeiras, aproveitou para provocar os rivais por meio do Twitter. ;Belíssimo chapéu!”, postou o chileno. Os empresários de Dudu também provocaram, principalmente o Corinthians. Ao anunciar o acerto do atacante com o Palmeiras, mencionaram o ;apequenamento; do clube do Parque São Jorge. Agentes também do atacante Guerrero, que negocia, com dificuldade, a renovação com o Timão, eles podem ter mandado um recado para a diretoria alvinegra. Ontem, boatos diziam que peruano também poderia pintar no rival.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação