Celebração da imagem

Celebração da imagem

Sesc realiza seis exposições para celebrar o Dia da Fotografia, comemorado em 19 de agosto

» Nahima Maciel
postado em 01/08/2015 00:00
 (foto: Isabela Lyrio/Divulgação)
(foto: Isabela Lyrio/Divulgação)



Uma programação distribuída pelos seis Sescs do Distrito Federal vai consagrar o mês de agosto à fotografia e levar às cidades e ao Plano Piloto exposições marcadas pela diversidade temáticas. Comemorado em 19 de agosto, o Dia da Fotografia costuma ser celebrado todos os anos com uma parceria entre o Sesc e o coletivo Lente Cultural em um mês de programações intensas com oficinas, lançamento de livros, encontro com autores e exposições. Este ano, no entanto, o coletivo não participa da celebração e, para não passar em branco, os coordenadores do Sesc resolveram realizar, pelo menos, as exposições.

A existência de um público fiel e, sobretudo, de um programa de agendamento das escolas do DF motivou a realização das exposições. ;Este ano, o coletivo não pôde realizar o Mês da Fotografia e, por uma questão de ética, não vamos fazer sem eles, mas o Sesc não quis deixar o público, que está acostumado com uma oferta de fotografia nesta época, ficar sem programação;, diz Juliana Valadares, coordenadora de Ações Culturais do Sesc-DF.

Cerca de 20 escolas devem levar seus alunos para visitar as exposições até setembro. No total, mais de 120 fotografias ficarão expostas durante os dois meses. ;Normalmente, o Mês da Fotografia tem um tema, mas desta vez não vai ter. O que tem são as diversas facetas da fotografia, temos a fotografia histórica, a de viagem, a de biologia, a subaquática;, avisa Juliana.

O roteiro de mostras começa com a série Brasília submersa, um ensaio realizado por Beto Barata sob as águas do lago Paranoá entre 2009 e 2010. ;Juntei meu ofício, que é a fotografia, com meu hobby, que é o mergulho;, avisa o fotógrafo, que realizou mais de 100 mergulhos para captar as 30 imagens expostas. Impressas em molduras de 50X70cm, as fotografias serão doadas ao Sesc quando a exposição for concluída. Entre os registros de Barata, há pequenas surpresas. O fotógrafo foi em busca de algumas lendas urbanas que circulavam pela cidade, como a existência da Vila Amaury, inundada pelo lago, e um suposto cemitério de tratores. Barata encontrou a vila, muitos restos de construção, mas nunca o cemitério.

30 cidades
Atualmente em cartaz no Museu Nacional, a exposição Império do Meio ; a China como símbolo do nosso tempo levará ao Sesc Ceilândia a experiência dos fotógrafos Isabela Lyrio e Arthur Monteiro. Durante seis meses, eles visitaram mais de 30 cidades da China. Todas as imagens foram feitas com máquinas de plástico e filme comprado no país, além de terem sido reveladas por lá. A intenção era manter nas fotografias a mesma precariedade do material, um símbolo da cultura contemporânea chinesa.

O país é um dos maiores produtores de objetos em plástico do mundo. O passado e o presente aparecem lado a lado no ensaio dos fotógrafos, que retratam os contrastes de um país em desenvolvimento desenfreado, mas ainda ligado às tradições. Também integram o roteiro uma mostra com as imagens do prêmio Marc Ferrez de 2014, concedido pelo Sesc, a série Imagens do Ceará, ensaio no qual Luizinho Ferreira explora as praias e serras do sertão cearense, e Fazendas paulistas, um registro histórico de Éssio Pallone.

Sesc fotografia 2015
Visitação até 21 de setembro, nos Sescs de cinco cidades.

Programação
Brasília Submersa
De Beto Barata
De 27/7 a 21/8
Sesc 504 Sul


Fazendas Paulistas
De Éssio Pallone
3 a 31/8
Sesc Gama

Prêmio Sesc Fotografia
Marc Ferrez de 2014
3 a 31/8
Sesc Taguatinga Norte

Imagens do Ceará
De Luizinha Ferreira
4 a 31/8
Setor Comercial Sul
(Edifício Presidente Dutra)

Império do Meio ; a China como símbolo do nosso tempo
De Isabela Lyrio e Arthur Monteiro
21/8 a 21/9
Sesc Ceilândia

Atlas Fotográfico
De Antônio Sebben
0 a 31/8
MEC (Taguatinga Norte)


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação