Nada de renovação

Nada de renovação

postado em 02/10/2018 00:00


De acordo com levantamento do Diap, os sete partidos com maior participação na Câmara devem se manter com o status: PT, PSDB, MDB, PP, PR, DEM e PSD. A diferença será na ordem dessa representação. O PT deve continuar com a maior bancada e pode crescer dos atuais 61 deputados para até 65. Ou, no pior cenário para a legenda, ficar com 55 cadeiras, o que ainda será o melhor desempenho entre os sete. Os que podem se aproximar da sigla petista são MDB e PSDB, que conseguirão até 50 vagas.

Já o centro deve ver sua força diminuir. O DEM, por exemplo, é o que mais deve perder deputados entre os sete que atualmente detêm mais espaço. Hoje, a sigla ostenta 43 cadeiras. Mas a expectativa do Diap é de que consiga eleger, no máximo, 36, sete a menos. O mínimo esperado é de 28 eleitos, ou seja, a perda pode ser ainda maior, de até 15 deputados.

Já no Senado, das 81 cadeiras, apenas 54 serão renovadas. De acordo com as pesquisas, a tendência é de que o MDB perca quatro dos 18 representantes. Mas, ainda assim, seguirá como o partido com mais presença na Casa. O PT, por sua vez, deve aumentar de nove para 11 e será a segunda maior bancada. O PSDB, possivelmente, ficará com uma bancada equivalente à do PT, com 11 políticos ; um a menos do que tem atualmente. (AA, GV e PSP)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação