Festa bluseira

Festa bluseira

Com 25 anos de estrada, a Brazilian Blues Band comemora a data com a presença de convidados no Clube do Choro

Irlam Rocha Lima
postado em 09/03/2019 00:00
 (foto: João Adolfo Machado/Divulgação)
(foto: João Adolfo Machado/Divulgação)

A Brazilian Blues Band comemora 25 anos de existência, hoje, às 21h, no palco do Espaço Cultural do Choro, com o show de lançamento do Indigne-se, o terceiro disco de produção independente. Gravado no segundo semestre de 2018, traz nove faixas ; todas autorais ; tendo como produtor o multi-instrumentista Dillo D;Araújo.

O título do novo trabalho não é aleatório. Luiz Kaffa, cantor, letrista e único remanescente da formação original do grupo, deixa claro: ;Nesse álbum, a banda mantém-se fiel ao blues e ao rock;n;roll, com sonoridade moderna e letras mais maduras, carregadas de temática político-social. É um verdadeiro manifesto contra a apatia política, conclamando os cidadãos a indignarem-se contra a corrupção, o racismo, a homofobia e todo tipo de preconceito;.

Formada no Guará, em 1994, a BBB tinha como principais influências mestres do gênero, como os norte-americanos Jimi Hendrix e B.B. King e o inglês Eric Clapton, além de artistas nacionais, entre eles Raul Seixas, Cazuza, Celso Blues Boys, Ângela Ro Ro e as bandas Barão Vermelho e Blues Etílicos; além da brasiliense Oficina Blues.

Quando surgiu, além de Luiz Kaffa, a banda contava com Richard Silva (violão e guitarra), Charles Muniz (baixo) e Tiago Rabelo (bateria). Ao longo dos anos, houve algumas mudanças, e, atualmente, é integrada por Leonardo Vilela (guitarra), Marssal Leones (teclados) e Diogo Morosino (baixo e backing vocal).

;Com esses músicos gravamos o Indigne-se, no Estúdio Orbis, onde foram feitas também a mixagem e a masterização;, conta o band leader. ;Todas as nove músicas registradas no CD são de criação coletiva da banda. Oito das letras têm minha assinatura, enquanto a outra é de autoria de Júlio Dania, pai do guitarrista;, acrescenta. Entre papos e canções, Faca sem ponta, Ficaram as canções, O tempo e Paradoxo, são algumas das faixas do Indigne-se, já disponíveis nas plataformas digitais.

Parceiros

;No show, vamos tocar todas as faixas desse disco, além de algumas dos anteriores, Rapadura com Bourbon (2004) e 500g Blues (2010), anuncia o vocalista. ;Incluímos no repertório, também, Sempre brilhará e Tempos difíceis, de Celso Blues Boy, eterno blueseiro, que, desde sempre, foi uma das nossas principais referências musicais;, acrescenta.

Músicos que tomaram parte do disco, os guitarristas Kiko Peres (Natiruts), Carlos Beleza (Almirante Shiva e Joe Silhueta e Marlene Souza Lima, e o percussionista Macaxeira Acioli (Muntchaki) e o poeta Julio Dania são convidados da Brazilian Blues Banda no show. ;Junto com eles nessa celebração, vamos subverter o blues, mas sem jamais perder a ternura;, frisa Gaffa, citando Che Guevara.

Em sua trajetória artística, a Brazilian Blues Band, que tem como produtora Jussara Menezes, participou de muitos festivais no país, entre os quais o Rio das Ostras Jazz & Blues Festival, Vljazz (Viçosa-MG), Fest Bossa n;Jazz (Pipa-RN), Festival de Jazz e Blues de Guaramiranga (CE); e fez incontáveis shows, inclusive em importantes palcos como os do Circo Voador, no Rio de Janeiro; e no Bourbon Street, em São Paulo.

;Por duas vezes, em 2002 e 2016, realizamos turnês pela Europa; e já abrimos apresentações de consagrados artistas nacionais e internacionais, da importância de Hermeto Pacoal, Rita Lee, Toninho Horta, Zeca Baleiro, Maria Gadú, Stanley Jordan, T.M.Stevens e Billy Coham;, comenta o experiente Luiz Kaffa.


Brazilian Blues Band
Show comemorativo dos 25 anos de carreira, com lançamento do CD Indigne-se, hoje, às 21h, no Espaço Cultural do Choro (Eixo Monumental, ao lado do Centro de Convenções Ulysses Guimarães). Ingressos: 40 e R$ 20 (meia para estudante). Não recomendado para menores de 14 anos. Informações: 3224-0599.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação