Norte de Minas: Acidente entre van e escolar mata três

postado em 20/02/2014 00:00
 (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)


Três pessoas morreram e outras 22 ficaram feridas na batida entre uma van e um ônibus escolar (foto), na manhã de ontem, no km 428 da BR-251, no município de Grão Mogol, Norte de Minas. Os mortos eram ocupantes de uma van Sprinter que viajava de São Bernardo do Campo (SP) para a Bahia, com oito pessoas. Segundo testemunhas, a pista estava molhada e o motorista da Sprinter perdeu o controle do veículo, que bateu de frente com o ônibus. Morreram na hora o condutor da van, Antônio Nelson Neves Santos, de 41 anos, e os passageiros Jonathan Washington de Faria, de 18, e Eliene Santos de Jesus, de 51. Dos 22 feridos, 17 eram ocupantes do ônibus escolar, que pertence à Prefeitura de Grão Mogol e transportava crianças de comunidades rurais para a escola. Será investigada a suspeita de que a Sprinter estivesse realizando transporte clandestino. A perua tem placa particular, o que a impede de ser alugada para levar passageiros. (Luiz Ribeiro)

MORTE DE AUDITOR
Fiscais cobram apuração
O clima é de revolta entre auditores fiscais da Prefeitura de Belo Horizonte depois da morte do colega de trabalho Iorque Leonardo Barbosa Júnior, de 42 anos. Enquanto a investigação policial tenta apurar a motivação do crime e identificar os autores, os servidores procuram o Sindicato dos Auditores de Tributos Municipais de Belo Horizonte (Sinfisco) para demonstrar a indignação com o crime, que pode ter relação com o trabalho da vítima. Iorque foi morto na manhã de terça-feira, a 200 metros de casa, quando saía para o trabalho, com sete tiros ba cabeça. A presidente do sindicato, Cristina Ayer, informou que vai cobrar da administração municipal e do governo do estado a criação de uma força-tarefa para dar agilidade à apuração do caso. Segundo ela, Iorque nunca havia comunicado perseguição ou retaliação que tenha sofrido. O corpo do fiscal foi enterrado ontem, em Mário Campos, na Grande BH. (Valquiria Lopes)


ESCAVAÇÃO IRREGULAR
Construtora é notificada

Representantes da construtura responsável por uma escavação que resultou no desmoronamento do muro de uma oficina no Bairro Ipiranga foram notificados pela Defesa Civil a sanar todos os problemas causados no local. Entre as ações determinadas estão a recomposição do solo, a reconstrução do arrimo, além da construção de um muro rente ao passeio na Rua Pio XII, na esquina com Rua Jacuí. A escavação estava sendo feita para construção de um prédio de três andares. Com a chuva da última terça-feira, o solo ficou encharcado e cedeu. Dos nove carros que estavam na oficina, quatro ficaram pendurados (foto). Eles foram retirados ontem do local, por um guincho. (VL)


MORTE DE ENGENHEIRO
Pedreiro acusado do crime

A Polícia Civil identificou o acusado de assassinar brutalmente o engenheiro aposentado Darcio Natal de Mendonça, de 63 anos, no dia 7, no sítio da vítima em Brumadinho, Grande BH. O suspeito é o pedreiro Luciano Henrique Soares de Pinho, de 26, que já havia trabalhado para a vítima. As investigações indicam que Mendonça foi assassinado em um latrocínio (roubo seguido de morte). A Justiça já expediu mandado de prisão contra o rapaz. A suspeita é de que se trata de crime premeditado. Após matar o aposentado, o assassino fugiu no carro da vítima, um Kia Soul Prata, levando uma TV de plasma, joias, notebook, dinheiro e cartão de banco com a senha. No mesmo dia, Pinho fez dois saques de R$1.000 cada ; um em uma drogaria do Posto Chefão, na BR-040, em Nova Lima, e outro em um banco 24 horas da Praça Sete, no Centro de BH. O delegado Daniel Araújo, da 5; Delegacia de Polícia Civil de Brumadinho, disse que o suspeito foi filmado pelas câmeras de monitoramento e reconhecido por um funcionário e familiares de Mendonça.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação