Chinaglia no lugar de André Vargas

Chinaglia no lugar de André Vargas

NAIRA TRINDADE
postado em 07/05/2014 00:00
 (foto: Viola Jr. /Câmara dos Deputados)
(foto: Viola Jr. /Câmara dos Deputados)

O líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), vai passar pelo crivo do plenário hoje, na eleição que escolherá o novo vice-presidente da Câmara, em substituição ao deputado licenciado André Vargas (sem partido-PR). Chinaglia foi eleito pela bancada do PT ontem, por 44 votos contra 38 do deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), para disputar a vaga. Para ser eleito, ele precisa obter maioria absoluta, ou seja, pelo menos 257 votos no plenário.

O PT quer impedir candidaturas avulsas do próprio partido ; único que pode disputar o posto, por ter a segunda maior bancada da Casa. O líder da sigla na Casa, Vicentinho (SP), disse ter feito uma votação por aclamação para que não haja registro de novas candidaturas. A vice-presidência está vaga desde o mês passado, quando Vargas renunciou ao cargo, após denúncias de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal na Operação Lava-Jato.

Um dos nomes até então cotados para concorrer à vice-presidência da Câmara, o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) abriu mão da disputa para apoiar Chinaglia. O acordo na escolha de Chinaglia incluirá o nome do deputado José Guimarães (PT-SP) na liderança do Governo na Câmara. Se for eleito hoje, Chinaglia terá que deixar a cadeira entregue a ele pelo Palácio do Planalto. A escolha do novo líder é uma indicação da presidente da República, Dilma Rousseff.

Nos bastidores, petistas dizem que a movimentação deixa Chinaglia mais próximo de voltar à presidência da Câmara em 2015. O parlamentar antecipa as especulações. ;É prematuro dizer. Não existe o compromisso de já ter escolhido para as próximas disputas. Primeiro, é preciso ganhar a eleição de deputado. Mas que vai ter especulação em cima do meu nome, isso vai, é incontrolável;, disse Chinaglia.

Licenciado, André Vargas responde a processo no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar por conta das relações com Youssef. O doleiro bancou um jatinho para levar Vargas e a família do deputado para passar as férias em João Pessoa em janeiro deste ano.
Colaborou Paulo de Tarso Lyra

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação